Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

COB anuncia bases de treinamento olímpico em Tóquio

Carlos Arthur Nuzman, presidente da entidade, confirmou os seis locais que a delegação brasileira ocupará em preparação para as Olimpíadas 2020

A mais de três anos do início dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) já definiu seis bases de treinamento e uma para servir como “espaço de hospitalidade” para a delegação brasileira nos Jogos no Japão. A principal base será na Universidade de Rikkyo, na capital japonesa. A previsão é de que cerca de 120 atletas de dez modalidades utilizem a instalação.

O acordo foi assinado no último domingo pelo presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman. “As instalações são de altíssimo nível e estamos muito satisfeitos em poder proporcionar aos nossos atletas todas as condições para treinarem e se adaptarem da melhor forma ao clima e fuso horário local”, disse o dirigente. Ele assinou contrato de utilização das bases com o presidente do Comitê Olímpico do Japão, Tsunekazu Takeda.

Além da base de Rikkyo, o Time Brasil ficará em Sagamihara, que deverá receber oito modalidades e quase 90 atletas; Hamamatsu, que será a base do judô e natação; e Enoshima, Ota e Koto, cujas modalidades ainda dependem de definição, sobretudo de quantos atletas estarão classificados.

Assim como já ocorreu nos Jogos de Londres 2012 e nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015, o COB planeja oferecer culinária brasileira aos atletas do país, incluindo a montagem de um refeitório próprio em uma escola próxima à Vila Olímpica. Em Chuo, também próxima à vila, o comitê terá o seu espaço de hospitalidade para os atletas receberam amigos e familiares.

(Com Estadão Conteúdo)