Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Campeão pelo Tricolor, Danilo diz: Timão já deveria ter Libertadores

A cada ano que entra, um novo elenco corintiano carrega o fardo de o clube nunca ter conquistado a Copa Libertadores. Em sua terceira temporada seguida com a camisa alvinegra, Danilo, campeão da edição de 2005 pelo São Paulo, sente na pele a pressão pela falta desse título e concorda: já passou da hora de o Timão conquistá-lo.

‘Um clube como o Corinthians, com a torcida e a grandeza que tem, já tinha que ter ganhado a Libertadores’, opinou o meia, ao admitir que ele e os companheiros são contagiados pela apreensão da torcida alvinegra. ‘A gente comenta sobre esse nervosismo, que é geral, é de todo o mundo. Mas por outro lado é bom, porque podemos entrar na história do clube com essa nova oportunidade de ser campeão pela primeira vez’, acrescentou.Nas outras duas oportunidades de levantar o troféu pelo clube, Danilo viu o time fracassar, com eliminações para Flamengo (nas oitavas de final de 2010) e Tolima (na repescagem, antes da fase de grupos, de 2011). Na atual, a excelente campanha desde a primeira rodada anima. Classificada às quartas de final, a equipe alvinegra é a única invicta na competição, em que o meia balançou a rede três vezes – como comparação, ele anotou um gol a menos em 2005, ano em que o Tricolor saiu vitorioso.

Assim, firme e aos poucos, o Corinthians vai superando seus traumas na Libertadores. A vitória de quarta-feira sobre o Emelec, por 3 a 0, quebrou tabu de 12 anos sem sucesso em mata-mata no torneio. O time sabia que um eventual tropeço no Pacaembu diante do rival equatoriano causaria crise semelhante à do ano passado, quando vândalos picharam o Parque São Jorge e arremessaram pedras em carros estacionados no interior do CT Joaquim Grava.

‘É lógico que tem a hipótese de não ganhar, de não passar de fase. Seria um desastre. Mas temos que saber lidar com isso e nunca se deixar abater, nunca deixar que essa pressão possa atrapalhar’, ressaltou o camisa 20 corintiano, já preparado para nova batalha nas quartas, que começa na quarta-feira que vem, em São Januário. ‘O Vasco é um adversário de qualidade, vamos tentar superar para voltar para casa com um bom resultado’.