Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bahia lamenta apatia diante da forte marcação imposta pelo Grêmio

O Bahia atuava dentro de casa e contava com a dianteira no placar para encaminhar a sua classificação no primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil. Entretanto, a postura adotada pela equipe após a marcação do primeiro gol deixou o time irreconhecível dentro de campo e levou o Grêmio a buscar mais o jogo, dando chances para que o time chegasse aos dois tentos que deram a vitória de virada aos gaúchos, em Pituaçu.

Capitão do Esquadrão desde a disputa do último Campeonato Brasileiro, o zagueiro Titi é conhecido por ser um dos jogadores que mais cobram os seus companheiros de clube dentro de campo. Contrariado com o modo como o Tricolor de Aço administrou a vantagem obtida no início do confronto, o defensor pediu para que erros como os dessa quarta-feira não se repitam mais, principalmente na disputa do Nacional.

‘Ficamos muito atrás no primeiro tempo. No entanto, no segundo tempo, conseguimos fazer uma melhor partida, mas sofremos um gol. Nosso maior pecado foi que aceitamos a marcação do Grêmio. Agora temos que pensar no Santos, porque precisamos começar a vencer no Campeonato Brasileiro para chegar lá na frente com gordura para queimar’, analisou o defensor.

Já para o volante Fahel, o fato que determinou a derrota baiana para o Grêmio não foi a forma como o time gaúcho usou a sua marcação e sim a falta de organização no momento em que a equipe adversária buscava aproveitar as cobranças de falta perto da área tricolor. ‘Infelizmente tivemos duas desatenções na bola parada e saímos de campo derrotados.’

Sem tempo para perder, o Bahia voltará aos treinamentos nessa quinta-feira para iniciar a preparação do time que entrará em campo no próximo domingo, diante do Santos. Como o Peixe disputa a Copa Libertadores, o técnico Muricy Ramalho deverá colocar em campo uma equipe repleta de reservas para medir forças com os comandados de Paulo Roberto Falcão em Pituaçu.