Atlético-MG encara os amazonenses do Penarol na Copa do Brasil

Depois do empate no clássico contra o arquirrival Cruzeiro, pelo Campeonato Mineiro, o Atlético-MG dá uma pausa no Estadual e foca a disputa da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o Galo encara o surpreendente Penarol de Itacoatiara, cidade da região metropolitana de Manaus, que eliminou o tradicional Santa Cruz da competição nacional. O jogo acontece, às 20h30 (de Brasília), no estádio Roberto Simonsen.

Para essa partida, pelo menos uma mudança já é certa na equipe alvinegra. O goleiro Renan Ribeiro, que vem falhando constantemente na meta atleticana, perdeu o lugar no time para Giovanni, que será titular contra os amazonenses. Diante da pressão em cima de Renan Ribeiro, Cuca optou por não relacionar o jogador para a partida.

‘Venho preparando uma situação do Giovanni jogar, do próprio Lee entrar numa condição mais ideal para ser provado, testado, como fiz na lateral esquerda. Passado o clássico, é hora de mexer, de colocar o Giovanni para jogar. Nós vamos colocar um goleiro que vem treinando muito bem que é o Giovanni e não vejo como alarde isso’, declarou Cuca.

Além da mudança de ordem técnica, o treinador atleticano terá alguns desfalques por motivo de lesão. Os volantes Leandro Donizete e Serginho e o armador argentino Escudero foram vetados pelo departamento médico do Atlético-MG e nem seguiram com a delegação para Manaus. Dudu Cearense é outro jogador que fica de fora, mas o atleta não é titular da equipe.

Na segunda fase da Copa do Brasil, prevalece o regulamento de eliminar o adversário sem a necessidade do jogo de volta em caso de vitória por dois ou mais gols de diferença. No Galo, os jogadores pregam respeito ao adversário, e primeiro pensam na vitória, e se possível na classificação antecipada. ‘Se der para liminar o segundo jogo ótimo, mas nosso pensamento é primeiro em vencer o jogo’, disse Bernard.

No Penarol, o objetivo é garantir o jogo de volta, e por isso, o técnico da equipe, Adnamar Abib, que assumiu recentemente na vaga de Roberto Oliveira, que perdeu o emprego após uma série de resultados ruins, não tem vergonha em admitir que seu time vai jogar na retranca.

‘Não posso abrir o time contra uma grande equipe. Não sou maluco. Prefiro fechar o time e tentar um bom resultado, porque no futebol a gente pensa uma coisa e no campo não sai como pensamos. Temos de ser precavidos. Vamos mudar sim. Jogo do Amazonense é uma coisa e Copa do Brasil é completamente diferente’, declarou o treinador em entrevista ao jornal ‘A Crítica’.

Um problema para a equipe e o fato de atuar longe de casa. O Penarol possui sede em Itacoatiara, mas o estádio da equipe está em reforma, e por isso, a diretoria do clube decidiu mandar o jogo contra o Galo no estádio Roberto Simonsen, em Manaus.

FICHA TÉCNICA

PENAROL-AM X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Roberto Simonsen, em Manaus (AM)

Data: 11 de abril de 2012 (quarta-feira)

Horário: 20h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Vinícius Furlan (SP)

Assistentes: Anderson Moraes Coelho (SP) e Fábio Rogério Baesteiro (SP)

PENAROL-AM: Rasice, Pezão, Isac, Edson e Paulo Roberto; Ronimar, Edson Sá e Fininho; Marinho e Marinelson

Técnico: Itamar Schulle

ATLÉTICO-MG: Giovanni; Marcos Rocha, Réver, Rafael Marques e Richarlyson; Pierre, Fillipe Soutto, Danilinho e Bernard; André e Guilherme

Técnico: Cuca