Amistoso do Boca termina com abandono de campo – e garrafadas

Os jogadores do Olimpia ficaram enfurecidos com as decisões da arbitragem e resolveram deixar a partida

Um amistoso, assim como a própria palavra sugere, é uma partida de futebol tranquila realizada para treinamentos e, na maioria dos casos, para confraternização. Porém, neste domingo, o jogo supostamente de clima “amigável” entre Boca Juniors, da Argentina, e Olimpia, do Paraguai, foi marcado por empurrões e confusões em campo — e até garrafadas por parte dos torcedores.

Tudo começou com um erro de arbitragem: aos 44 minutos do segundo tempo, quando o jogo estava 2 a 1 para o Olimpia, o juiz argentino Fernando Espinoza anotou pênalti alegando toque de mão dentro da área – nas imagens do lance, nota-se que a bola bate no peito e não no braço do jogador do Olimpia.

Após a marcação, os paraguaios cercaram o árbitro e reclamaram da penalidade. A cobrança foi perdida pelo atacante Bou, mas o quarto árbitro mandou voltar por considerar que o goleiro Centurión se adiantou no lance. Novamente, os jogadores do Olimpia, enfurecidos, foram questionar a decisão. Bou teve a segunda chance e não desperdiçou: 2 a 2. A partir do empate, a indignação dos paraguaios foi tanta que, mesmo antes de o jogo acabar, resolveram abandonar a partida.

Saldo final – o amistoso terminou em nova confusão, tendo um jogador do Olimpia expulso por excesso de reclamação, e na saída dos atletas um grupo de torcedores arremessou vários objetos, inclusive garrafas. O volante do Boca, Pablo Pérez, foi acertado e machucou as costas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Luiz Carlos Bittencourt

    No caso, mais parece um “inamistoso” … kkkkkkkkkkk

    Curtir