Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alessandro garante que elenco respeitou a decisão de Chicão

Barrado do time titular para o clássico com o São Paulo, o zagueiro Chicão pediu para não ficar nem no banco de reservas. O volante Ralf, por exemplo, manifestou a insatisfação dos jogadores com a decisão do ex-capitão classificando-a como desrespeito. O lateral direito Alessandro, um dos líderes do elenco, garante que os jogadores respeitaram a atitude do defensor.

‘O Chicão fez questão de ir aos quartos dos jogadores e colocar a situação dele. Todos nós entendemos perfeitamente os dois lados. Aconteceu com o Chicão e poderia ter acontecido comigo, com outro jogador. Não podemos recriminá-lo. Ele gosta muito do clube, tem um carinho especial pelo Corinthians’, contou o jogador de 32 anos.

Alessandro considera-se um grande amigo de Chicão, embora evite dizer que é o melhor deles. Explica que o zagueiro está confiante na sua recuperação técnica e ainda conta com o respeito de todos do grupo. ‘Não mudou nada. Ele está tentando passar por esse momento da forma mais rápida possível. Nunca deixou de respeitar ninguém e mostrar seu valor. Foi um fato que aconteceu, uma decisão do treinador. Ele está de cabeça erguida’, garantiu.

Há quatro anos no Corinthians, o lateral nunca viveu uma situação parecida. Portanto, não sabe como reagiria. ‘O sentimento de ser substituído, depois de um longo período jogando, deve ser complicado de administrar. Será muito fácil dizer sim ou não. Quero ver na hora que o jogador tem esse papo com o treinador. Você fica sozinho e começa a pensar em tudo’, finalizou.

No domingo, o Corinthians enfrenta o líder Vasco. O zagueiro Leandro Castán é dúvida para a partida, mas, mesmo se for vetado, a dupla de zaga deve ter Paulo André e Wallace.