Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Adriano pede calma e ritmo de jogo para ‘voltar a ser o que era’

Adriano foi a principal aposta de Tite para o Corinthians marcar gols no clássico contra o Santos, neste domingo, na Vila Belmiro. O centroavante decepcionou: movimentou-se pouco, ficou constantemente em posição de impedimento e não conseguiu aproveitar as chances de gol que teve. Após a derrota por 1 a 0, voltou a pedir paciência à torcida.

‘É preciso ter calma para eu voltar a ser o que era. Estou trabalhando para fortalecer o tendãoe ainda necessito de ritmo de jogo. Não venho jogando direto, e isso atrapalha um pouco. Trabalhando, vou melhorar’, garantiu Adriano, que não estava cabisbaixo ao deixar o gramado da Vila Belmiro.

Como de hábito, Tite preferiu não se alongar ao analisar a atuação de Adriano. ‘Foi normal’, minimizou. ‘Ele está buscando intensidade aos poucos, com o decorrer dos treinamentos e dos jogos. É isso que queremos para o Adriano’, acrescentou o comandante.

Adriano não disputou toda a partida contra o Santos (foi substituído por Elton no segundo tempo), apesar de ter sido preservado da virada por 2 a 1 sobre o Catanduvense e atuado durante todo o tempo no 1 a 0 diante do Botafogo-SP – jogo em que anotou o gol da vitória do Corinthians

‘O planejamento era para o Adriano jogar de 60 a 70 minutos contra o Santos. Diante do Botafogo-SP, era uma partida com intensidade menor, em casa, com o adversário ficando o tempo todo atrás. Já tínhamos previsto a alteração dele no clássico’, justificou Tite.

Embora clame por ritmo de jogo, Adriano não será titular no próximo compromisso do Corinthians. Liedson reassumirá a vaga de centroavante contra o Nacional, pela Copa Libertadores da América, quarta-feira, no Pacaembu.