Zezé Di Camargo vai a bordel e reclama da exploração – financeira

Cantor levou a namorada ao estabelecimento de luxo e gastou 5 000 reais em duas garrafas de champanhe

A noite desta terça-feira foi agitada – e cara – para o sertanejo Zezé Di Camargo. Ao fim de uma balada, ele levou a namorada, Graciele Lacerda, para uma casa noturna indicada por amigos. Ao chegar lá, segundo descreveria em seu perfil no Instagram, descobriu que se tratava de um bordel de luxo. Um lugar onde, como ele mesmo disse, há “representantes daquela que é tratada como a mais antiga profissão do mundo”. Zezé ficou indignado com o que chamou de “exploração”. Mas não das moças que dão expediente por lá. E sim dele próprio, praticamente multado em 5.000 reais por pedir duas garrafas de champanhe no local.

LEIA TAMBÉM:

Zilu publica fotos ao lado de Zezé di Camargo

Depois de muito mistério, namorada de Zezé Di Camargo desfila pela Imperatriz Leopoldinense

Zezé Di Camargo e Luciano, os ‘comendadores’ do sertanejo

“Tomei alguns drinques com minha namorada e fiquei surpreso quando vi a conta. Recomendo a todos que esqueçam desse ambiente. Exploração total!”, revoltou-se no Instagram. Na manhã desta quarta-feira, Zezé apagou a publicação na rede social, em que contava que foi parar no local “sem querer”. Em seguida, publicou um vídeo com uma garrafa de champagne para explicar melhor o que foi fazer lá. “Como tantos casais, interessava, a nós, dançar, brindar, rir e, como confesso observador da alma humana, assistir a um pouco do comportamento alheio, por que não?”, disse, entre voyeur e antropólogo diletante.

“Estávamos lá como espectadores, bem entendido. Há opções para quem quer mais, como representantes daquela que é tratada como a mais antiga profissão do mundo. Há diversão para todos os gostos. A nossa não esbarrava em nada que não dissesse respeito a nós dois”, continuou.

Mas o sertanejo disse ter se sentido extremamente “desrespeitado” ao receber uma conta de 5.000 reais por consumir apenas duas garrafas de champagne durante sua noite de diversão. “Não espero encontrar preços que são uma pechincha num lugar como esse, mas, francamente, é um abuso, uma exploração que me incomoda bastante e ultrapassa todos os limites do bom senso”, escreveu.

Zezé Di Camargo se sentiu explorado ao pagar conta em bordel

Zezé Di Camargo se sentiu explorado ao pagar conta em bordel (VEJA)