‘RoboCop’ de Padilha estreia na liderança em 10 países

Remake do diretor brasileiro ocupou a primeira posição em países como França, Alemanha e Austrália e já soma 28,7 milhões de dólares em bilheteria

O remake de RoboCop, dirigido pelo brasileiro José Padilha, liderou as bilheterias de dez países em seu primeiro fim de semana em cartaz. Entre os lugares onde aportou, estão Alemanha, Austrália e França, de acordo com informações do site americano The Wrap.

Entre sexta-feira e domingo, o longa faturou cerca de 20,2 milhões de dólares, somando um total de 28,7 milhões de dólares em todo o mundo, já que havia estreado em outros trinta países ao longo da última semana.

José Padilha mostra seu RoboCop a Hollywood

Adaptação do filme de 1987, dirigido pelo holandês Paul Verhoeven, RoboCop narra a história do policial Alex Murphy (Joel Kinnaman), que é assassinado e, em seguida, revivido como um ser meio humano meio cibernético, graças a uma invenção da corporação Omni Consumer Products (OCP), e usado como arma implacável pela polícia.

RoboCop, que estreia no próximo dia 21 no Brasil, contou com um custo de produção de 100 milhões de dólares e vem surpreendendo a crítica internacional. Em resenha da revista Variety, o longa é considerado “mais inteligente do que o esperado”. Já a revista The Hollywood Reporter diz que o filme “honra o legado da versão original”, além de contar com um “elenco melhor e um roteiro mais meticuloso”.