R.E.M., 30, anuncia o fim da banda

Grupo se destacou entre os alternativos da década de 1980, com especial apelo entre universitários

A banda americana R.E.M., do vocalista Michael Stipe, publicou nesta quarta-feira em seu site um comunicado oficial em que anuncia o fim do grupo. “Para nossos fãs e amigos: como R.E.M. e como amigos da vida toda e co-conspiradores, decidimos acabar a banda. Vamos embora com muita gratidão por tudo o que conquistamos. Para quem já se sentiu tocado por nossa música, nosso mais profundo agradecimento pela atenção”, diz o texto.

Formado no começo dos anos 1980, o R.E.M. gravou 15 discos de canções inéditas. O último deles, Collapse Into Now, foi lançado em março deste ano, quando a banda comunicou aos fãs que não sairia em turnê de divulgação. O disco também marcava o fim do contrato do grupo com a gravadora Warner.

Classificada como uma banda de college rock, rock alternativo com apelo entre jovens universitários americanos, o R.E.M. era formado por Michael Stipe, o guitarrista Peter Buck e o baixista Mike Mills. Bill Berry, que permaneceu na banda até 1997, aposentou-se naquele ano para viver no campo.

“Um homem sábio certa vez disse: a habilidade em ir a uma festa é saber a hora de ir embora. Nós construímos coisas extraordinárias juntos e agora vamos nos distanciar disso. Espero que nossos fãs percebam que essa não foi uma decisão fácil, mas tudo tem seu fim e nós queríamos fazer isso agora”, disse Stipe a respeito do fim das atividades do grupo, que tem entre seus discos mais conhecidos, Out Of Time, de 1991 e, no rol de sucessos, canções como It’s the End of the World as We Know It (And I Feel Fine), Losing My Religion e Everybody Hurts.