Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quadro de Delacroix é vandalizado por mulher no Louvre

Ela usou um marcador negro para fazer uma inscrição na parte de baixo da tela

O famoso quadro A Liberdade Guiando o Povo, de Eugène Delacroix, foi vandalizado por uma mulher no Museu do Louvre em Lens, no norte da França, anunciou a instituição.

Leia também:

Quadro de Delacroix é roubado em Paris

A mulher, que visitava na tarde de quinta-feira a nova sucursal do Louvre em Lens, escreveu uma inscrição na parte de baixo do quadro com um marcador negro, antes de ser detida por um guardião do museu e por outro visitante, indicou o comunicado. A mulher escreveu “AE911” em um espaço de cerca de 30 centímetros na pintura. A sigla é uma abreviação do nome do site “Architects & Engineers for 9/11 Truth” (arquitetos e engenheiros pela verdade do 11 de setembri, em tradução livre), de pessoas que procuram “a verdade” sobre os atentados terroristas.

Leia também:

Pintura de Rothko é atacada em Londres

O incidente ocorreu pouco antes do fechamento do museu, inaugurado em 4 de dezembro em Lens, uma das zonas mais castigadas economicamente no país. A mulher, de 28 anos, foi entregue à polícia, que a deteve para interrogatório.

Leia também:

Pintura do francês Paul Gauguin é atacada em Washington

O quadro, um dos que atraem mais visitantes ao Louvre, foi transferido a Lens em dezembro, poucos dias antes da inauguração da nova sucursal do museu. “À primeira vista, a inscrição, superficial, poderá ser limpa facilmente”, indicaram o museu do Louvre parisiense e sua sucursal em Lens.

O diretor do departamento de pintura do Louvre, Vincent Pomarède, viajará nesta sexta-feira a Lens para examinar os estragos, e uma restauradora viajou ainda na quinta-feira para fazer uma primeira avaliação, indicou o museu.

(Com agência AFP)