Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O feminismo sensual de Karol Conká: ‘Prazeres iguais para todos’

Cantora lança clipe de 'Lalá'

A apresentação tombante na abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016 apresentou para o Brasil (e para o mundo) o feminismo sensual de Karol Conká. Dona do hit Tombei, a cantora não tem papas na língua quando se trata de defender os direitos da mulher e o empoderamento feminino, e agora, milita por prazeres iguais no sexo para homens e mulheres. Lalá, single lançado no fim de 2016 em parceria com o duo Tropkillaz, ataca o “fala muito e faz pouco” de homens na cama, e nesta quinta-feira ganhou um clipe bastante sugestivo — para não dizer lascivo.

Tido como tabu, o orgasmo feminino se torna motivo de reivindicação política em Lalá. Gestos que poderiam ser considerados obscenos se empregados em outros contextos exalam feminilidade na pele de Karol. O clipe usa flores e frutas como metáforas para as genitálias feminina e masculina, de forma que elas não sejam sexualizadas.

A fotografia do clipe combina com o cabelo rosa choque de Karol. Dirigido sob o olhar certeiro da cineasta Vera Egito (Amores Urbanos), o vídeo tem cores vibrantes, destacando as variações de rosa e vermelho — tons associados ao feminino. As roupas e maquiagens de Karol seguem na mesma paleta de tons alegres. Nas cenas em que aparecem homens na cama, alvo das críticas de Karol, o clipe assume tons neutros, frios, sem nenhuma excitação.

Lalá fará parte do segundo álbum em estúdio de Karol Conká, Ambulante – que já tem cinco singles, e nenhuma previsão de estreia.

Confira o clipe:

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Holi Heinrich

    Arrasou. Finalmente.

    Curtir

  2. Eleonora Saramago

    kkkkkkkkk
    papel aceita tudo
    ouvido virou penico
    a arte e o belo
    são muito diferentes
    das performances ideológicas de VEJA e da tia
    tem coisas que dariam um bom quadro nos trapalhões
    n

    Curtir

  3. Oswald de Andrade

    sensual? parece um travesti vestido de palhaço.. só mesmo sendo feministo de federal pra topar esse canhão

    Curtir

  4. Marcos de Almeida Lima

    Coisa horrorosa.
    É para se danar o gambá mesmo!

    Curtir

  5. É o c@ da cobra mesmo!

    Curtir

  6. Jeferson Luz

    ´Feminismo´ e ´sensual´ são dois termos mutuamente auto excludentes. Não podem ser usados na mesma frase.

    Curtir

  7. Eleonora Saramago

    prazer
    o que e prazer?
    igual?
    como igualar coisas pela propria natueza muito diferentes e individuos com monentos diferentes?
    vigaristas
    ler e contestar a VEJA fase comunista e outros está no ideário de que quer manter as conquistas da civilização

    Curtir