Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lindsay Lohan defende Harvey Weinstein após denúncias de assédio

“Me sinto muito mal por ele. Não acho que é certo o que está acontecendo”, disse a atriz

Após várias denúncias de assédio sexual feitas contra Harley Weinstein, que estão surgindo desde a publicação de uma matéria no último dia 5 pelo The New York Times, a atriz Lindsay Lohan saiu em defesa do produtor. “Me sinto muito mal por Harvey Weinstein agora”, disse Lohan para seus seguidores nas redes sociais. “Não acho que é certo o que está acontecendo.”

“Eu acho que Georgina (Chapman) precisa tomar uma posição e estar lá pelo marido”, continuou, falando sobre a ex-mulher de Weinstein, que anunciou a separação após as acusações. “Ele nunca me prejudicou ou fez nada de errado comigo. Nós fizemos vários filmes juntos e então acho que todos precisam parar, acho que está errado”, completou a atriz no vídeo que já foi apagado de seus perfis oficiais e que continha um emoji com aura de anjo abaixo do nome de Harvey.


Anos de assédio

O jornal americano relatou que Harvey Weinstein, de 65 anos, já havia entrado em oito acordos prévios não divulgados com mulheres que fizeram queixas de assédio e contatos físicos indesejados. Uma das vítimas é a atriz Ashley Judd, de Risco Duplo (1999). Depois da publicação, outras atrizes falaram publicamente sobre as ações do produtor, que ocorreriam há décadas, como Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow. Harvey foi demitido da sua própria empresa, a Weinstein Company, após as “informações sobre sua má conduta”, nas palavras da própria companhia.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Geraldo Rodrigues

    Parabéns Lindsay. Você conhece bem a turminha que quer viras atriz.

    Curtir