Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leonardo, do ‘MasterChef’, sobre racismo: ‘asqueroso’

Participante rebateu mensagem racista de pessoa que dizia ter nojo do que ele cozinhava: 'Volta pra senzala'

Leonardo Santos, participante da atual edição do MasterChef, usou as redes sociais para falar sobre racismo. Ele conta que, durante a madrugada, recebeu uma montagem com fotos de participantes negros do reality, inclusive dele, na qual o autor afirma ter nojo deles e pena de quem já comeu algo que eles fizeram. “Volta pra senzala”, terminava a mensagem.

Leonardo afirma que não se sentiu afetado com as palavras, porque todas as situações de preconceito pelas quais já passou fizeram com que ele adotasse a postura que tem hoje.

“Tudo isso que vocês chamam de arrogância, prepotência ou qualquer outro rótulo que não cabe num participante branco, se chama autoconfiança, autoafirmação, foco, são coisas que pessoas como nós precisam ter muito, pra poder sobreviver porque não recebem isso de outras pessoas”, escreveu o participante.

O jovem de 22 anos disse que o fato o fez refletir sobre o racismo oculto vivido diariamente e citou as diferenças nos comentários feitos a participantes brancos e negros do MasterChef.

“O participante negro que reclama não conhecer ingrediente ‘é pobre, chorão, se fazendo de vítima, insuportável’, uma outra participante qualquer com a mesma atitude ‘não é obrigada a conhecer tudo’. A participante negra que quer dominar sua praça na prova em grupo ‘tá se achando, a macaca’, o outro participante branco que além de cuidar da praça dele ainda quer se meter na praça do outro ‘tá preocupado com o resultado da equipe'”, escreveu.

Leonardo conclui a publicação dizendo que “não usar xingamentos explícitos, ou falar sobre cor da pele não te faz uma pessoa livre de preconceito, suas atitudes sim são capazes de falar sobre você”.

(…)Mas essa imagem me permitiu refletir um pouco sobre esse cenário asqueroso de racismo oculto que vivemos todos os dias, foram alguns minutos olhando os participantes da foto e fazendo uma rápida busca na internet, e pronto: o participante negro que reclama não conhecer ingrediente "é pobre, chorão, se fazendo de vítima, insuportável" uma outra participante qualquer com a mesma atitude "não é obrigada a conhecer tudo", a participante negra que quer dominar sua praça na prova em grupo " tá se achando, a macaca" o outro participante branco que além de cuidar da praça dele ainda quer se meter na praça do outro "tá preocupado com o resultado da equipe", o participante negro que foi eliminado e ficou puto "não sabe perder, ridículo, chorão, volta pra Bahia" a participante branca "não deveria ter saído", a participante negra que apresentou dificuldades em algumas provas, não se saiu tão bem e voltou na repescagem é "imunda, corta essa cabelo nojento, deveria voltar pro buraco de onde não deveria ter saído", o participante branco na mesma situação é "tão fofo, meu crush", a participante negra que chorou em uma prova ou outra por resultados bons ou não é "chorona, insuportável, horrorosa, deveria ter saído" a participante branca chorando " é sensível tadinha", os participantes negros auto-confiantes e determinados são arrogantes, prepotentes e um milhão de outros xingamentos, os participantes brancos confiantes sim são confiantes e determinados. Não usar xingamentos explícitos, ou falar sobre cor da pele não te faz uma pessoa livre de preconceito, suas atitudes sim são capazes de falar sobre você. E quando eu faço alguma coisa no programa que não agrada gente como vocês, tenho cada vez mais certeza que estou no caminho certo. Muito obrigado por me acordar de madrugada com uma porcaria dessas, mas que foi capaz de mostrar o quanto somos diferentes, graças a deus. #masterchefbr #teamleo

A post shared by Leo Santos | Masterchef 4ª (@leomchef) on

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Não dá para aceitar Isto!!!! este racista tem que ser identificado, localizado e preso

    Curtir

  2. celio divino de sousa

    Goodamus…se formos identificar e prender esse racista teremos que prender metade da população brasileira ou mais. Bem vindo ao mundo real brasileiro: racista, asqueiroso, malandro e corrupto! Isso somos nós e muiiiito mais!

    Curtir