Kate Moss cria a própria agência de modelos

Objetivo da top model é, além de agenciar, administrar as carreiras dos profissionais

A britânica Kate Moss criou a própria agência de modelos depois de deixar a empresa que a descobriu quando tinha 14 anos, informou a Business of Fashion nesta terça-feira, dia em que termina a Semana de Moda de Londres.

“Eu não procuro realmente as pessoas bonitas, quero pessoas que desejam cantar, dançar e atuar. Quero criar estrelas”, disse a modelo de 42 anos em uma de suas raras entrevistas, depois de deixar a agência Storm Models. “Eu quero me concentrar mais em administrar as carreiras das pessoas do que em apenas uma agência de modelos.” A nova empresa tem um site e contas no Twitter e Instagram, apesar da aversão de sua proprietária às redes sociais.

LEIA MAIS:
Cara Delevingne e Kate Moss sensualizam de roupa íntima

A londrina Kate Moss, filha de uma garçonete e um agente de viagens, foi recrutada para o mundo da moda por acaso no aeroporto Nova York. Ela é uma das poucas modelos populares nos anos 1990 cuja carreira ainda é lucrativa.

Na entrevista, a Business of Fashion afirma que a Agência Kate Moss (Kate Moss Agency) “poderia transformá-la de supermodelo em mulher de negócios em desenvolvimento”. Moss é a 12ª modelo mais bem paga do mundo. Ela recebeu 4,5 milhões de dólares (4 milhões de euros) em 2015, segundo a revista americana Forbes.

Em uma demonstração de sua longevidade, Moss foi recentemente a imagem da Calvin Klein, mais de duas décadas depois de posar pela primeira vez para a marca. A modelo ganhou fama nos anos 1990 e chegou a ser considerada o símbolo da “heroin chic”, uma tendência que enaltecia as drogas e a anorexia. Apesar de alguns escândalos – incluindo fotos em que supostamente aparecia consumindo cocaína -, sua imagem não perdeu o poder de atração.

(com agência AFP)