J.K. Rowling anuncia data de segundo livro sob pseudônimo

'The Silkworm' continuará a história de 'O Chamado do Cuco' e será lançado em novembro no Brasil pela editora Rocco

A escritora J.K. Rowling, autora da série Harry Potter, anunciou nesta segunda-feira a data de lançamento e o enredo de seu segundo romance sob o pseudônimo de Robert Galbraith, intitulado The Silkworm (O Bicho da Seda, em tradução livre). Segundo o jornal The Guardian, a história será uma continuação de O Chamado do Cuco e está prevista para chegar às livrarias da Europa em 24 de junho.

Capa do livro 'The Silkworm', da escritora J.K. Rowling

Capa do livro ‘The Silkworm’, da escritora J.K. Rowling (VEJA)

No Brasil, os direitos do livro foram adquiridos pela Rocco, que publicou no país a primeira parte da história. De acordo com a assessoria de imprensa da editora, a cópia em português deve ser lançada por aqui em novembro.

Na continuação, o detetive Cormoran Strike retorna para desvendar um novo mistério. Enquanto na primeira parte o investigador e sua assistente Robin analisam o caso da morte de uma top model, dessa vez os dois são contratados para encontrar o paradeiro do escritor Owen Quine. Durante a investigação, Strike descobre que Quine havia escrito um livro comprometedor, com segredos de diversas pessoas que não gostariam que a história fosse publicada. A pista ajuda no levantamento dos vários suspeitos quando o homem desaparecido é encontrado brutalmente assassinado.

Histórico – Lançado em abril no Reino Unido, o romance policial O Chamado do Cuco chamou a atenção da crítica literária britânica. Robert Galbraith, o autor, era comparado a nomes consagrados do gênero como PD James e Val McDermid pela eficácia e pelo corte clássico de seu texto – e a sua capacidade de descrever vestimentas femininas causava admiração entre os resenhistas. Ninguém sabia quem era Galbraith, até J.K. Rowling ser desmascarada como a verdadeira identidade do autor pelo jornal britânico The Sunday Times.

A escritora multimilionária apresentou então uma queixa contra o escritório Russell de advocacia, que reconheceu que um de seus sócios, Chris Gossage, havia revelado o segredo a uma amiga, Judith Callegari, que então passou a informação para o jornal.

Leia também:

J.K. Rowling se reinventa com ‘O Chamado do Cuco’

Livro policial de J.K. Rowling é 2º mais vendido na Amazon

Homem que revelou pseudônimo de JK Rowling é multado