Iraniano “Lerd” ganha mostra Um Certo Olhar

O mexicano “Las Hijas de Abril" ficou com o prêmio do júri, e o americano Taylor Sheridan, com o troféu de direção

O iraniano Lerd (em inglês, A Man of Integrity), de Mohammad Rasoulof, foi o vencedor do prêmio da mostra Um Certo Olhar, paralela da seleção oficial do Festival de Cannes. O filme mostra um homem que se muda para uma pequena vila e vê o lugar ser dominado pela corrupção e o poder das grandes companhias.

O prêmio de direção foi para o americano Taylor Sheridan, roteirista de Sicario e A Qualquer Preço que estreia atrás das câmeras, por Wind River. O longa foca na investigação do assassinato de uma adolescente nativo-americana conduzida por uma jovem agente do FBI (Elizabeth Olsen) e um caçador local (Jeremy Renner). O produtor Harvey Weinstein subiu ao palco para receber o diploma e leu os agradecimentos de Sheridan: “É uma vergonha como o governo do meu país trata os primeiros povos do nosso território. Não posso fazer nada a não ser gritar com meus punhos fechados para que ouçam”. Weinstein acrescentou uma declaração própria criticando o governo de Donald Trump, que fechou ainda mais os olhos para os direitos dos nativo-americanos, dizendo: “Esse holofote que vocês deram ao filme vai mudar as coisas”.

O mexicano Las Hijas de Abril, de Michel Franco, ficou com o prêmio do júri. A produção fala de uma adolescente grávida e sua relação complicada com a mãe. O diretor, que levou o troféu principal da mesma mostra cinco anos atrás, com Depois de Lucia, disse: “Esta é outra grande celebração para o cinema mexicano, que está tendo um grande ano”.

A italiana Jasmine Trinca ganhou o troféu de atuação por Fortunata, dirigido por Sergio Castellito, no papel de uma cabeleireira, mãe solteira, que luta para realizar seu sonho de abrir seu próprio salão.

Já o ator e diretor Mathieu Amalric recebeu um prêmio inventado de “poesia do cinema” por Barbara, sobre uma atriz interpretando um papel.

O júri da mostra Um Certo Olhar foi presidido pela atriz norte-americana Uma Thurman e formado pelo diretor egípcio Mohamed Diab, o ator francês Reda Kateb, o diretor belga Joachim Lafosse e Karel Och, diretor artístico do Festival de Karlovy Vary.