Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Intérprete de Bridget Jones aparece transformada em festa

Antes rechonchuda e de olhos apertadinhos, Renée Zellweger ressurge magra, de pele avermelhada e sorriso modesto em rosto que pouco se mexe

“Irreconhecível” é a palavra mais usada pela imprensa de todo o mundo, nesta terça-feira, para adjetivar a atriz Renée Zellweger, 45, que surgiu completamente mudada em festa realizada na noite desta segunda-feira, em Los Angeles, pela revista americana Elle. “A intérprete de Bridget Jones parece totalmente irreconhecível ao lado do namorado”, diz o tabloide britânico Daily Mail, por exemplo. A transformação é, de fato, total, a ponto de lançar dúvidas sobre a identidade da pessoa que se apresentou como Renée Zellweger e discursou sobre o palco do Annual Women in Hollywood Celebration, evento sediado pelo hotel Seasons, de Beverly Hills. Teria ela sido substituída por uma impostora?

No lugar dos olhinhos fechados que eram marca da atriz, olhos bem abertos e brilhantes. No lugar do rostinho rechonchudo, de bochechas vermelhas, um rosto mais ossudo, longilíneo e escurecido, como se queimado de sol. A boca… bem, a boca é a mesma, mas pouco se mexeu: Renée Zellweger tinha o rosto bastante travado, como se injetado de botox, substância que o Daily Mail fez questão de destacar.

Leia também:
Hugh Grant desiste de fazer terceiro ‘Bridget Jones’
VEJA Meus Livros: O retorno de Bridget Jones – aos livros e à caça
Mais: Produtora começa a trabalhar no ‘Diário de Bridget Jones 3’

De reconhecível, mesmo, o que Renée Zellweger tinha com ela, na noite desta segunda-feira, era o namorado, o músico Doyle Bramhall, 45 como ela. Eles estão juntos desde o final de 2012.

A transformação na atriz, porém, não é nova. Desde o Oscar 2013, Renée Zellweger vem chamando a atenção por alterações físicas. Ali, ela já estava bastante magra, mas os olhos ainda não haviam sido abertos. A magreza é resultado de exercício físico. A atriz já declarou que, em meio à loucura da vida que leva, investe em exercício para “manter a sanidade”.