Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hayao Miyazaki abandona aposentadoria com animação em 3D

Curta-metragem será o primeiro totalmente digital da carreira do cineasta japonês

O mestre japonês do cinema de animação Hayao Miyazaki, 74 anos, desistiu mais uma vez da aposentadoria. Após dizer que pararia de trabalhar em 1997, para voltar à direção em 2001 com A Viagem de Chihiro, o cineasta anunciou uma semi-aposentadoria em 2013, quando afirmou que não produziria mais filmes para se dedicar a histórias em quadrinhos japoneses. Porém, nesta segunda-feira, seu amigo e produtor Toshio Suzuki confirmou que Miyazaki está trabalhando em um curta-metragem de dez minutos realizado totalmente com imagens digitais e em 3D.

Leia também:

Hayao Miyazaki encerra série de filmes fantásticos com ‘Vidas ao Vento’

Mestre japonês da animação confirma semi-aposentadoria

Até agora, o diretor de animações clássicas como Meu Amigo Totoro, Princesa Mononoke e Vidas ao Vento desenhava a mão seus filmes, utilizando as imagens digitais apenas de forma parcial. “Me dedico atualmente a um projeto de desenho animado sobre uma minúscula lagarta que vive sobre uma folha, uma lagarta tão pequena que uma sacudida pode acabar com sua vida”, disse o diretor.

A animação, que deve precisar de três anos de trabalho, segundo Suzuki, será exibida de maneira exclusiva no Museu Ghibli, em Mitaka, na região de Tóquio. O curta é uma adaptação de uma história que Miyazaki pretendia contar em um longa-metragem antes de lançar Princesa Mononoke, que estreou em 1997. Ainda não há informações se o filme será exibido em circuito comercial.

(Com agência France-Presse)