Game of Thrones: Cersei vai ter o que merece, diz Natalie Dormer

Atriz, que está em São Paulo para a Comic Con Experience, deu seus palpites sobre os próximos passos da série da HBO

Com sua personagem morta ao final da sexta temporada de Game of Thrones, Natalie Dormer agora torce para que os inimigos de Margaery Tyrell também se deem mal no seriado da HBO. “Quero ver a Cersei (Lena Headey) sofrer. Ela vai ter o que merece”, disse a atriz britânica nesta quinta-feira sobre a assassina de sua personagem, durante um painel da Comic Con Experience, em São Paulo.

Margaery foi uma das vítimas de um plano maligno de Cersei, que envolveu colocar vários de seus inimigos dentro de um templo e depois explodi-lo. Natalie afirmou que já esperava pela morte de sua personagem – mas que a maneira como isso aconteceu a surpreendeu. “Nunca acreditei que ela sobreviveria, mas não imaginava que seria assim. Eu já teria cortado a cabeça da Margaery muito antes”, disse a atriz.

A britânica afirma que não tem informações sobre os próximos passos da série, mas tem alguns palpites. “Voltei a ser só uma fã de Game of Thrones, então não tenho nenhuma pista do que vai acontecer”, disse. “Mas acho que os Tyrell têm alguns planos – eles são a segunda família mais rica de Westeros e acho que vão investir seu dinheiro do lado certo, que é o de Daenerys (Emilia Clarke).”

Natalie também falou sobre seu momento preferido da série. “O que mais gostei de gravar em Game of Thrones foi o do casamento roxo (o segundo da quarta temporada), porque nós nos livramos do Joffrey Baratheon (Jack Gleeson) que era um homem horrível”, disse.

A atriz ainda defendeu mais produções com mulheres como protagonistas. “A indústria precisa entender que histórias com mulheres vendem tanto quanto as histórias com homens. Game of Thrones, Jogos Vorazes e Mad Max: Estrada da Fúria provaram isso”, afirmou. “Não importa se você é homem ou mulher, você ama, sofre, teme, é fraco ou forte como qualquer humano. As pessoas se importam com histórias humanas, não com o gênero. E o feminismo não é sobre vingança das mulheres, mas sim uma questão de igualdade.”

Natalie terminou falando sobre seus próximos projetos. “Acabei de terminar de gravar o thriller In Darkness, cujo roteiro eu também assino (junto com Anthony Byrne)”, disse. “Estou livre agora, tentando concentrar em papéis de protagonismo e procurando boas histórias.”