Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Filme ‘O Grande Gatsby’ abrirá o Festival de Cannes

Longa com Leonardo DiCaprio e dirigido por Baz Luhrmann ('Moulin Rouge') foi escolhido para dar início ao principal festival de cinema do mundo

O filme O Grande Gatsby, remake do clássico de F. Scott Fitzgerald estrelado por Leonardo DiCaprio, vai abrir o 66º Festival de Cannes, anunciou a organização nesta terça-feira. O filme, fora de competição, será exibido no dia 15 de maio, mesma data de estreia na França. Dirigido pelo australiano Baz Luhrmann (Moulin Rouge – mostrado em Cannes em 2001), o longa será exibido em 3D, a segunda vez que isto acontecerá no festival depois da animação Up – Altas Aventuras, em 2009.

Leia também:

Leonardo DiCaprio vai interromper a carreira para se dedicar ao meio ambiente

Adaptação do célebre romance de F. Scott Fitzgerald, o filme é ambientado nos anos 20, na costa leste dos Estados Unidos, e narra a vida de Jay Gatsby, interpretado por DiCaprio, a partir do testemunho do seu amigo Nick Carraway, vivido por Tobey Maguire. Também estão no filme Carey Mulligan, Joel Edgerton, Amitabh Bachchan e o rapper americano Jay-Z.

Leia também:

Leonardo DiCaprio ficará nu em cena de seu próximo filme

“Para todos os que trabalharam no filme, é uma grande honra abrir o Festival de Cannes. Estou muito orgulhoso por voltar a um país e a um festival que sempre se mostraram generosos comigo”, disse Luhrmann. O cineasta lembrou que Cannes fica perto da cidade de Saint-Raphaël, onde F. Scott Fitzgerald escreveu algumas das passagens mais importantes do romance.

Leia também:

Leonardo di Caprio está feliz em ter se livrado da estreia de ‘Titanic 3D’

A opção por um longa de abertura tão “pop” reflete, de certa forma, o fato de o júri deste ano ser presidido pelo diretor americano Steven Spielberg. Neste ano, o Festival de Cannes, considerado o principal festival de cinema do mundo, acontecerá de 15 a 26 de maio.

O Grande Gatsby tem estreia marcada para o dia 7 de junho no Brasil.


(Com agências France-Presse e EFE)