Fashion Rio começa com fusão de arte, desenho e identidade carioca

Rio de Janeiro, 10 jan (EFE).- A 20ª edição do Fashion Rio começou nesta terça-feira com uma proposta de fusão de arte, desenho e identidade carioca para a próxima temporada outono-inverno, protagonizada por 24 grifes nacionais.

Criações de Alexandre Herchcovitch e Acquastudio, entre outras marcas, abriram o evento que termina no próximo sábado na zona portuária do Rio de Janeiro.

Herchcovitch apresentou uma coleção inspirada na jovialidade dos anos 80 protagonizada pelo jeans trabalhado de várias formas, como lavado, tingido e tie-dye, além de peças com cortes soltos, saias acinturadas curtas, midi e longas. Os modelos seguiram o look da época como os cabelos com permanente e a maquiagem discreta, mas com muito iluminador.

As criações de Acquastudio mostraram mais sobriedade, com trajes de gala que lembram à moda americana dos anos 50. As peças foram trabalhadas com formas geométricas e florais sem deixar os tecidos transparentes de fora .

‘Sou Rio, essa bossa é nossa’ é o slogan deste ano. As novidades do evento convivem com exposições que contam com retratos intimistas de personalidades da televisão, música e cinema brasileiro, como o cantor Gilberto Gil.

O Fashion Rio combinou os desfiles de modelos como a mostra ‘Essa Bossa é Nossa’ que dá testemunho da influência histórica da música brasileira no design da moda carioca. A exposição apresenta telas inspiradas em discos de artistas como Vinícius de Moraes, Edu Lobo e Roberto Menescal. EFE