Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ellen Degeneres boicota cantora gospel após fala homofóbica

Vídeo que viralizou na internet mostra Kim Burrell declarando que gays irão morrer em 2017

A cantora americana gospel Kim Burrell estava feliz porque iria participar do programa da Ellen Degeneres, um dos mais populares da televisão americana. Mas declarações homofóbicas da artista durante um sermão no Texas viralizaram na internet, o que levou a apresentadora, que é gay assumida e uma forte ativista dos direitos LGBT, a cancelar sua apresentação no programa. “Para aqueles que perguntaram, Kim Burrell não vai aparecer no meu show”, escreveu Ellen no Twitter nesta terça-feira.

Kim Burrell estava originalmente programada para apresentar com Pharrell Williams no programa de Ellen Degeneres, na próxima quinta-feira, a música I See a Victory, da trilha sonora de Estrelas Além do Tempo, com uma participação de Janelle Monáe e Octavia Spencer, do elenco do filme. Mas a cantora gospel foi cortada depois de muitos fãs chamarem a atenção da apresentadora para o vídeo.

“Todo mundo nesta sala que está cheio do espírito homossexual, implore a Deus que o liberte. Você brinca com isso, o que isso significa? Você vai morrer. Você brinca com ele na casa de Deus em 2017, você vai morrer com isso. Você como homem, você abre a boca e toma o pênis de um homem em seu rosto, você é pervertido. Você é uma mulher e vai sacudir o rosto no seio de outra mulher, você é pervertida”, diz Kim no vídeo, de acordo com a CNN.

Depois que o vídeo se espalhou, Kim Burrell fez uma transmissão ao vivo no Facebook para avisar que ela “não se desculparia pelo que disse”, e em seguida apagou a resposta da rede social.

Durante toda essa polêmica, Pharrell Williams também se manifestou nas redes sociais. O cantor e produtor da trilha sonora do longa escreveu uma mensagem no Instagram repudiando as falas da colega. “Eu condeno o discurso de ódio de qualquer tipo. Não há espaço no mundo para qualquer tipo de preconceito. Minha maior esperança é para a inclusão e o amor para toda a humanidade em 2017 e além”, publicou. Octavia Spencer e Janelle Monáe republicaram a mensagem de Pharrell Williams, completando com palavras de apoio à comunidade LGBT.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. MARIA SELMA DA SILVA Roch

    E ela errou ao falar que gays irão morrer em 2017? Não! Assim como irão morrer muitos negros,héteros,loiros… principalmente no Brasil com essa violência generalizada!

    Curtir

  2. Regina Coeli

    Coitada! Ela é BurrelDA.

    Curtir

  3. A maioria dos fanáticos religiosos pensam da mesma maneira ,desejam a morte de todos que não pensam como eles

    Curtir

  4. Daniel Silvasouza

    Essa Ellen e uma nojenta!!!!

    Curtir

  5. Daniel Silvasouza

    Eles não suportam ouvir criticas bando de nojentos

    Curtir

  6. Daniel Silvasouza

    Até parece que ser gay e algo normal .vai sonhando!!!!

    Curtir

  7. César Augusto

    Essa censura da Veja Vermelha dá nojo…

    Lixo de fascismo gay, esse DeGeneres é uma droga mesmo.

    Curtir

  8. É proibido discordar dos gays.

    Curtir

  9. José Marcelo

    tem que ve o contexto em que ela escreveu isso, se ela está falando de morte espiritual é algo totalnmente diferente do que estão tentando passar…há muita deturpação na internetm se você quiser saber o que seria morte espiritual num contexto teológico fático do dia -a -dia, dê uma pesquisada, se nao foi isso essa mulher não é cristã, tem que ser proibida de falar barbaridades e violêcia por aí. Os cristãos que conhece se assemelhan a Cristo, Amam incondicinalmente a todos independente de sexo, cor da pele, etnia ou orientação sexual.Mas assim como Cristo espera de de nós Renúncia da Efemeridade, Luxuria e vaidade desse mundo

    Curtir