Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Como é a performance do artista nu que foi tocado por crianças

Wagner Schwartz, que se propõe a ser a personificação de uma obra de Lygia Clark da série ‘Bichos’, ainda não se pronunciou

Causou revolta nas redes sociais uma performance apresentada no Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo na qual uma garotinha toca em um homem completamente nu.

Na apresentação, que desde o início estava programada para acontecer apenas uma vez, Wagner Schwartz fica deitado nu em um tatame e o público pode mexer em seus braços, pernas e no restante do corpo para alterar sua posição.

Trata-se de uma referência à série Bichos, da mineira Lygia Clark, com objetos feitos de metais articulados, que permitem a manipulação do público. A escultura pode ser apenas vista pelo visitante da mostra, mas é na interação que ela se desdobra em significados.

Na performance La Bête, Wagner se coloca, desnudo, sobre um tablado, para que as pessoas se aproximem, observem e, é claro, interajam com ele. A conexão entre Schwartz e a obra é explicitada pela presença de uma réplica de um dos “bichos” de Lygia Clark.

O que causou polêmica foi a presença da menina que, como mostra o vídeo que se espalhou nas redes sociais, está acompanhada da mãe. O artista está deitado de barriga para cima, com a genitália à mostra, e é tocado na canela e nos pés.

Em nota, o MAM declarou que a performance não tem nenhuma carga de erotismo. O artista ainda não se pronunciou.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Carlos Gomes

    Não houve estardalhaço por que provavelmente não envolvia crianças.

    Curtir

  2. Andre Peixoto

    Por que não colocam faixa etária? Se isso for censura, pois tem o meu apoio e acredito que da maioria da sociedade brasileira, pois não é admissível ver nossas crianças participando de atos imorais assim em nome da arte moderna que pra mim não passa de lixo.

    Curtir

  3. A Veja sempre tentando explicar essas porcarias. “Arete moderna”, um termo moderno para lixo e coisas sem nexo vindas de mentes transtornadas.

    Curtir

  4. Queria ver Bolsonaro postar uma foto pelado e deitado com uma criancinha tocando no seu corpo.
    O mundo ia desabar. Começando aqui na moribunda VEJA.

    Curtir

  5. Darci Nilson Ziebert

    Colocar um peladão no palco agora é “ARTE”? No meu tempo o nome disso era POUCA VERGONHA !!!!

    Curtir

  6. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    Mais um lixo de esquerdinhas. Até quando esse politicamente correto?

    Curtir

  7. Alex Giffoni

    A Veja apoia este escarnio, esta pedofilia disfarçada de arte, lixo esquerdista.

    Curtir

  8. Renato Magalhaes

    A matéria diz: “Por atenção ao Estatuto da Criança e do Adolescente, o vídeo não foi publicado aqui.” VEJA a contradição!

    Curtir

  9. “A garota que tocou Schwartz na canela e nos pés, no vídeo que viralizou nesta semana e acendeu um debate polêmico em torno da performance, não foi empurrada para o tatame, e o tempo todo estava acompanhada e observada pela mãe.” Na presença da mãe e com o “consentimento” da criança, aí está tudo bem? Dona Maria Carolina Maia e Revista Veja justificando a pedofilia. Será que esta matéria se caracteriza uma apologia ao crime? Alguém de direito aí? Vamos denunciar estes criminosos.

    Curtir

  10. A Veja apoia a pedofilia, não é preciso justificar mais nada.

    Curtir