Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Castigliani Cafés Especiais é o campeão da categoria em Recife

A marca utiliza diferentes métodos de preparo para valorizar os grãos, em sua maioria vindos de pequenos produtores

Iniciada há dois anos, a reforma do cinema da Fundação Joaquim Nabuco, em cuja entrada ficava a Castigliani, obrigou a cafeteria a fazer as malas em junho de 2016. Encontrar o novo endereço dela é fácil: basta procurar por uma loja na Estrada do Encanamento com o desenho em neon de uma xícara de café na fachada. Da calçada, avistam-se a decoração moderna, composta de azulejos brancos, teto de cimento queimado e lâmpadas com filamento, e também a grande estrela do lugar, a máquina de café expresso La Marzocco. Entre os grãos utilizados na casa estão os da marca Unique, sediada na cidade mineira de Carmo de Minas. Eles entram na elaboração de bebidas como a zenzero, um cappuccino feito com gengibre e mel e coberto com uma camada de açúcar mascavo (R$ 10,50), e o café secreto, união de expresso, água de coco e gelo (R$ 9,90). Já os grãos importados, como os da incensada marca dinamarquesa Coffee Collective e os torrados pela alemã The Barn, são reservados para outros métodos de preparo — entre eles, o que se vale do aeropress: o café feito com esse equipamento custa R$ 14,00 ou, se for com os grãos nacionais, R$ 8,00. Para acompanhamento, vão bem o petit gâteau de Nutella com sorvete de creme (R$ 17,50) e o bolo de amêndoas e castanhas (R$ 10,90).

Estrada do Encanamento, 323, loja 3, Parnamirim (50 lugares), 3037-6811. 9h/21h30 (fecha seg.). Aberto em 2007.

Veja também

2º Lugar – Lalá Café & Cozinha Afetiva

Em busca de espaço, mudou-se do Espinheiro para as Graças, mas manteve a atmosfera aconchegante. Entre outras bebidas preparadas pela barista Manu Gomes, o café com limão mistura lascas de amêndoa, brigadeiro e sorvete de creme (R$ 12,90). Novidade, o crepe divino maravilhoso tem massa rendada de provolone recheada de camarão no azeite e alho, molho de cream cheese e gorgonzola, além de rúcula e pedacinhos chapeados de manga (R$ 28,90). Para encerrar, vale pedir o expresso tirado de uma torra média do Martins Café (R$ 5,00).

Rua Amélia, 470, Graças, 3426-6708 (46 lugares). 13h/21h (sáb. e dom. 15h/20h; fecha seg.). Aberto em 2014.

3º Lugar – Malakoff Café

A cafeteria trabalha com as marcas Yaguara, Martins e Unique, e também com cafés de pequenos produtores da Serra do Caparaó. Todos são recebidos, torrados e moídos para o preparo em até dezesseis métodos. Na aeropress, a bebida custa R$ 8,90. Entre os quitutes de fabricação própria, o pão de macaxeira, recheado de requeijão e frango, custa R$ 15,90. Entre os doces, é novidade a palha italiana de café (R$ 8,90). Avenida Abdias de Carvalho, 1142, Prado, 3128-0113 (75 lugares). 12h/21h (sáb. a partir das 15h; fecha dom.).

Praça do Arsenal, s/nº, Recife Antigo, Paço do Frevo, 3128-0113 (75 lugares), 9h/17h (sáb. e dom. 14h/18h; fecha seg.). Aberto em 2015.