Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Boteco do França é o melhor da categoria em Salvador

Agradáveis mesinhas ao ar livre e receitas preparadas no capricho também rendem à casa uma premiação de melhor cozinha de bar

Basta findar a tarde para que esta viela no Rio Vermelho comece a ficar cheia de gente. A clientela chega em busca dos bons petiscos e da cerveja sempre gelada, dobradinha que rende ao Boteco do França a 14ª vitória em sua categoria. De quebra, o bar leva ainda o segundo prêmio pela qualidade de sua cozinha. Desde que abriu a casa, há dezessete anos, o ex-garçom José Raimundo Santos Vieira confia o comando das caçarolas a Luiz Sena Pereira, o Tuca. Sob a batuta dele, é expedida uma seleção de clássicos botequeiros, entre eles a carne-seca desfiada guarnecida de purê de abóbora (R$ 52,00) e o escondidinho de camarão (R$ 75,00). Ambos chegam em porções generosas, suficientes para três pessoas, assim como o arroz de polvo (R$ 105,00), que leva leite de
coco e é finalizado com coentro e cebolinha. Para petiscar, seguem imbatíveis as porções com seis bolinhos de bacalhau (R$ 45,00) ou de charque (R$ 41,00), boas companhias para as cervejas Serramalte e Original (R$ 13,00 cada garrafa). No salão principal, nas mesinhas externas ou no piso superior, inaugurado recentemente, os frequentadores também bebericam roskas (R$ 15,00), a
exemplo das elaboradas com tangerina e abacaxi. Rua Borges dos Reis, 24, Rio Vermelho, ☎ 3334-2734 (200 lugares). 12h/1h (qui. a sáb. até 4h). Aberto em 2000. 

Escondidinho de camarão e o arroz de polvo, do Boteco do França, campeão da categoria melhor cozinha de bar (Ligia Skowronski/VEJA)

2º lugar na categoria boteco: Caranguejo do Pascoal
Instalado em Itapuã há mais de duas décadas, o bar tem clima praiano na decoração e também no cardápio. O arrumadinho de frutos do mar batizado de sim senhor (R$ 45,00, para três pessoas) e o bebé com caymmi (R$ 37,00, para três pessoas), uma fritada de caranguejo, bacalhau, camarão e leite de coco, são alguns dos destaques do menu. Entre as bebidas, a mais famosa é a preguiçosa de caymmi (R$ 11,00), roska feita da biri-biri, tangerina, mel, limão, pimenta-de-cheiro branca e um toque de cravo. Rua Olhos d’Água, 128, Itapuã, ☎ 3249-4360 (120 lugares). 17h/23h30 (sáb. a partir das 11h; dom. 11h/19h; fecha seg., ter. e feriados). Aberto em 1994.

3º lugar na categoria boteco: Quintal do Raso da Catarina
É preciso percorrer alguns degraus escada abaixo para chegar ao bar, instalado em um quintal, nos fundos de um casarão. Ali, no espaço que oferece também algumas mesinhas ao ar livre, a clientela experimenta receitas como a do baião sertanejo (R$ 38,00). Elaborada com carne de fumeiro, ela tem como base o feijão-fradinho cozido com queijo de coalho. Outra atração do bar é a carta de cachaças com 130 rótulos de todo o Brasil, a exemplo da Weberhaus extra Premium (R$ 25,00 a dose) e da Vale Verde (R$ 15,00 a dose). Entre os drinques, a roska de coco verde (R$ 15,00) lidera os pedidos. Avenida Sete de Setembro, 1370, Campo Grande, ☎ 3022-0218 (200 lugares). 17h/1h (dom. e seg. 16h/0h). Aberto em 1976. 

2º lugar na categoria cozinha de bar: Boteco do Pirí
Jailton Fernandes, o Pirí, trouxe novas receitas para o cardápio, como o camarão crocante, que chega à mesa com três unidades empanadas na tapioca e outras três no macarrão cabelo de anjo, guarnecidas de molho de pimentas frescas (R$ 26,90). No almoço, há paella com arroz negro, feita com polvo, camarão, lagosta, lula, pescada-amarela e mexilhão (R$ 74,00). Acompanham os pratos a roska de cacau com vodca Absolut, servida no próprio fruto (R$ 20,00). Rua Alto da Alegria, 200, Nordeste de Amaralina, ☎ 3506-8104 (40 lugares). 11h/0h. Aberto em 2000. 

3º lugar na categoria cozinha de bar: Mabariscada
Na Plataforma, o bar ganhou fama por suas receitas caprichadas, entre elas a celebrada feijoada de frutos do mar (R$ 65,00, para duas pessoas). Elaborada com feijão-fradinho, a pedida, que combina, entre outros itens, camarão, lula, polvo, peixe, sururu mais mexilhão, chega à mesa com guarnição de arroz e farofa. Os mesmos acompanhamentos, além de pirão e feijão-fradinho, são oferecidos com outra sugestão de sucesso: a moqueca de camarão (R$ 75,00, para duas pessoas). Para matar a sede, há uma carta de cervejas especiais que abarca rótulos como a alemã Weltenburger Kloster Urtyp Hell (R$ 19,00, 500 mililitros). Rua Baptista Machado, 89, Plataforma, ☎ 3043-0075 e 99863-0119 (270 lugares). 11h/17h (qui. a sáb até 23h; fecha ter.). Aberto em 2007.