Atriz de ‘Pequena Miss Sunshine’ foi estuprada pelo namorado

Abigail Breslin foi abusada sexualmente por um ex-namorado

Abigail Breslin, famosa pelo papel de Olive no filme Pequena Miss Sunshine, revelou em seu perfil no Instagram que deixou de denunciar um estupro por medo de ser desacreditada e sofrer represálias. A atriz afirmou que havia sido abusada sexualmente por um namorado.

Em postagem no começo do mês, Abigail compartilhou uma imagem que falava sobre sexo consensual. No texto da foto, estava escrito: “Consentimento II. Você não é obrigado a fazer sexo com alguém com quem esteja se relacionando. Namorar não é dar consentimento. Casar não é dar consentimento”. Na legenda, a atriz faz a revelação: “Eu conhecia meu agressor”.

O post provocou uma série de respostas — algumas, não muito positivas. “Estupros denunciados são os únicos que contam”, escreveu um internauta. Nesta semana, Abigail resolveu publicar uma resposta a esses comentários. “Eu não denunciei meu estupro. Não denunciei por várias razões”, escreveu. “Primeiro, eu estava em completo choque e negando tudo. Não queria me ver como ‘vítima’, então eu reprimi isso e fingi que o estupro não tinha ocorrido”, disse. “Segundo, eu estava em um relacionamento com meu estuprador e tinha medo de não acreditarem em mim. Eu também tinha medo de que, se minha denúncia não chegasse a algum lugar, ele descobriria e me machucaria ainda mais”, escreveu Abigail.

*trigger warning⚠️*

A post shared by Abigail Breslin (@abbienormal9) on

“Terceiro, eu sabia o quanto minha família e amigos ficariam machucados ao descobrir e não queria colocá-los nessa situação”, disse. “Fui diagnosticada com transtorno pós-traumático há um ano e meio. Melhorei muito deste então, mas não vou fingir que não é algo contra o qual eu não lute. Ainda tenho flashbacks, ainda tenho pesadelos, ainda dou um pulo quando alguém me toca de surpresa, mesmo se é um amigo me tocando no ombro”, disse a atriz. (…) “Estupros não reportados contam. Estupros reportados contam. Fim da história”, concluiu a jovem.

Abigail Breslin como Olive em ‘Pequena Miss Sunshine’

Abigail Breslin como Olive em ‘Pequena Miss Sunshine’ (Divulgação/Divulgação)

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Nossa, ser estrupada está na moda hein!

    Curtir

  2. Estela Lucas

    Feliks, o que está na “moda” é a liberdade que hoje as mulheres conquistaram e a coragem de contar, porque antes o que era um tabu e motivo para desmerecer a mulher que sofria estes abusos, hoje não gera mais discriminação da mulher que conta o seu sofrimento e o seu trauma. Mas, infelizmente, ainda existem pessoas ignorantes como você.

    Curtir

  3. José Silvério Lemos

    Tantos relatos nos fazem desconfiar de ser comum homens forçarem mulheres a fazer o que não querem! Triste e vergonhoso!

    Curtir

  4. Estela e José, parabéns pelos comentários.

    Curtir

  5. Leigh Tomlinson Irwin

    Mano, tomara que ela não esteja falando do Michael Clifford. Mesmo eu sabendo que ele não faria isso, Abigail já fez uma música para ele chamada You Suck, então… Deus ajude que isso não vá em cima do meu bebezinho

    Curtir

  6. Ricardo Silva

    Leigh Tomlinson Irwin, ELA CITA O FATO MAS NÃO O HOMEM. EU ACREDITO QUE FOI O Michael Clifford, UMA HORA, TODAS SÃO ESTUPRADAS.

    Curtir

  7. mi mi mi mi mi mi mi mi.

    Curtir

  8. Marco Alves Monteiro

    Pela mentalidade atual, onde as mulheres têm vantagem em tudo, para não falar que se aposentam com menos tempo de trabalho, com menos idade apesar de terem uma expectativa de vida maior e num mundo onde 95% das vítimas de violência serem homens e meninos e apesar disso só se dá destaque e se faz passeata pelos 5% da violência contra mulheres, não é mais necessário ter provas de que houve estupro. Basta uma vadia qualquer declarar que foi estuprada por X 15 anos atrás que ele é preso, condenado e tem sua vida destruída. Isso começou mas como tudo que um dia começou, vai acabar.

    Curtir

  9. Alberto de Araujo

    Estamos vivendo num hospício. Há uma extravagância na vitimização das mulheres.A mulher brinca de sedução e o homem é proibido do desejo.

    Curtir