Aposentado, uma ova: a reinvenção de Boni

Ex-todo poderoso da TV Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, torna-se consultor dos governos do Rio de Janeiro e São Paulo

José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni é sinônimo de televisão. Pois quem achou que a biografia do ex-todo-poderoso estava encerrada não espera por aguardar os novos capítulos. Aos 81 anos, convidado para ser conselheiro das prefeituras do Rio de Janeiro e de São Paulo, Boni traça grandes planos para o turismo e cultura das duas cidades: quer reinventar o Carnaval carioca e criar uma espécie de Smithsonian paulistano, complexo de museus e centros de pesquisa em Washington.

Reportagem de VEJA desta semana mostra que a língua de Boni continua afiadíssima. Ele defende o jogo do bicho (“sem este dinheiro o Carnaval não aconteceria) e classifica o Sambódromo, onde as escolas desfilam, de “sarcófago”. Confira os detalhes dos planos do ex-manda-chuva da televisão para o futuro em reportagem de VEJA desta semana.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Para alguém que sempre teve uma boa vida chegar aos 81 anos com disposição para “trabalhar” é uma coisa, a imensa maioria da população QUANDO CHEGA nessa idade já deu tudo o que tinha pra dar.

    Curtir