Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desfile da Victoria’s Secret: anjo, diamante e sutiã de R$ 10 mi

A trilha sonora deste ano ficou a cargo de Lady Gaga, Bruno Mars e The Weeknd, contra Rihanna e Taylor Swift em anos anteriores

Angels de sorrisos e cabelos resplandescentes desfilaram na noite desta quarta-feira de lingerie no primeiro evento parisiense da marca americana Victoria’s Secret, diante de estrelas como Lenni Kravitz, Vincent Cassel e Inès de la Fressange. Um dos pontos altos da noite foi a entrada na passaerla do “fantasy bra”, modelo único de sutiã coberto de esmeraldas e diamantes apresentado pela modelo americana Jasmine Tookes. O preço não é nada acessível: 3 milhões de dólares (cerca de 10 milhões de reais). Uma peça para as dispostas a gastar muito para deixar de vestir algodão ou renda.

No famoso Grand Palais e em um ambiente de halos violeta, as top models mais famosas do momento — as brasileiras Alessandra Ambrosio e Adriana Lima, a top californiana Gigi Hadid e sua irmã, Bella, Lily Aldridge e a meia-irmã de Kim Kardashian Kendall Jenner desfilaram com sutiãs “push up” (que levantam e “valorizam” os seios), cintas liga e botas até as coxas para um público seleto. Rompendo com os padrões do mundo da moda, as modelos desfilaram sorrindo e vestindo as asas que rendem a elas o apelido de “anjos”.

O desfile, que será transmitido pela TV em 190 países, no próximo dia 5, costuma atrair 1 milhão de telespectadores. O interesse é o mesmo desde que foi criado, em 1995. E tudo graças a uma receita que parece simples: contratar as modelos mais famosas do momento (a brasileira Gisele Bundchen foi anjo da marca), vesti-las com uma lingerie sexy e fazê-las desfilar em um cenário cheio de efeitos, acompanhadas por um show musical ao vivo a cargo de astros da música. A trilha sonora deste ano ficou a cargo de Lady Gaga, Bruno Mars e The Weeknd. Em anos anteriores, o evento contou com Rihanna e Taylor Swift.

É a terceira vez desde a criação deste evento que a marca cruza o Atlântico. Das duas primeiras, o desfile foi realizado em Londres. Ao escolher a capital da moda, o grupo poderia demonstrar um desejo de expansão, afirmam especialistas. Atualmente, está presente na França unicamente através de uma pequena butique em um aeroporto parisiense. Nos Estados Unidos, a Victoria’s Secret é a número 1 do setor e tem cerca de mil lojas.

(Com agência France-Presse)