Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A beleza altissonante da Orquestra de Heliópolis

Reportagem fotográfica mostra a revolução que o projeto do Instituto Baccarelli tem promovido na vida de jovens da favela

Em 1996, um incêndio de grandes proporções destruiu a favela de Heliópolis. Em resposta ao desastre, o maestro Silvio Baccarelli criou um projeto social para ensinar música às crianças, no início com apenas catorze alunos. Hoje, o Instituto Bacarelli — situado em uma suntuosa construção no meio da comunidade — atende cerca de 1.000 jovens por ano, e sustenta a Orquestra Sinfônica de Heliópolis, que conta com 65 músicos, entre moradores da favela e pessoas de fora. Eles se apresentam no Teatro Municipal de São Paulo no primeiro fim de semana de cada mês, e voltam ao palco neste domingo, 3 de setembro, às 12h, para um novo espetáculo. Mas espetáculo mesmo, como se pode ver na reportagem fotográfica abaixo, é a revolução que esse projeto tem realizado na vida de jovens que, antes dele, poucas perspectivas tinham à frente.