Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manifesto cobra melhorias na educação brasileira

'Mapa do Buraco', elaborado por jovens talentos, aponta desafios do ensino elencados por nomes como Jorge Paulo Lemann e Fernando Henrique Cardoso. Documento será entregue a políticos que disputam eleições

A batalha pela melhoria da educação brasileira ganhou mais um aliado nesta sexta-feira, na forma de um manifesto. Intitulado Mapa do Buraco, o documento aponta desafios e soluções para o ensino nacional elencados a partir de entrevistas com cem representantes de vários setores, como empresários, professores, políticos, estudantes e artistas, entre outros. É gente de primeiro nível, como o empresário Jorge Paulo Lemann, criador da Fundação Lemann, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o cantor Gilberto Gil e o senador Eduardo Suplicy. O manifesto é assinado por dez jovens, a maioria deles na faixa dos 20 anos e alunos ou ex-alunos de instituições renomadas como a Universidade Harvard.

No documento, o grupo defende que governantes e sociedade civil trabalhem juntos para enfrentar questões críticas do setor, como má formação de gestores, baixos salários de professores, falta de investimento e ausência de um currículo nacional. O texto pede ainda urgência no encaminhamento das questões e foco em soluções imediatas ao invés de políticas públicas que “se escondam atrás de medidas caras, complexas e de longo prazo”.

Leia também:

A íntegra do manifesto Mapa do Buraco (arquivo PDF)

“O Brasil está entre os países com a pior qualidade de ensino do mundo, não só no setor público como no privado. Para sair desse buraco, precisamos transformar a educação em um debate de toda a sociedade, e não apenas em uma conversa de especialistas”, diz o cineasta Fernando Grostein Andrade, de 33 anos, diretor do documentário Quebrando o Tabu e um dos organizadores do manifesto.

Apresentado em evento realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o manifesto será entregue nos próximos dias aos candidatos à Presidência da República e aos governos estaduais. “Queremos que todos os candidatos coloquem a educação no centro de suas campanhas e que apresentem propostas efetivas para a melhoria do setor. Vamos pressioná-los para que isso aconteça realmente”, diz Renan Ferreirinha Carneiro, de 20 anos, aluno de Harvard e cofundador do site O Formigueiro, plataforma de financiamento coletivo voltada à educação.

Outro integrante do grupo é o empreendedor social Eduardo Lyra, de 20 anos. Ele é criador do Instituto Gerando Falcões, que oferece cursos de formação a jovens da periferia, e foi eleito pelo Fórum Econômico Mundial um dos quinze jovens brasileiros que podem melhorar o mundo. “Os brasileiros pensam que a educação vai bem, mas não vai. Precisamos mudar esse cenário e mostrar para os jovens que o legal não é ostentar um colar de ouro, mas sim um boletim cheio de boas notas”, diz Lyra.

Além de chegar aos candidatos, o Mapa do Burcao vai ganhar página e canal no Facebook e no Youtube, respectivamente. No site de compartilhamento de vídeos, serão exibidos depoimentos das cem personalidades entrevistadas para a elaboração do manifesto.