Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fundação Dom Cabral é destaque em ranking do ‘Financial Times’

Instituição brasileira é terceira melhor do mundo em cursos customizados

O jornal britânico Financial Times divulgou nesta segunda-feira o ranking das melhores escolas de negócios do mundo, no segmento de cursos customizados. Um destaque para o Brasil: a Fundação Dom Cabral, de Minas Gerais, que no ano passado ficou em oitavo lugar, saltou para a terceira posição. É a melhor colocação já alcançada no ranking por uma escola de negócios latino-americana.

A instituição mineira entrou pela primeira vez no ranking em 2004, na 39ª posição. No ano seguinte, já fazia parte das 20 melhores do mundo. O FT reconhece a trajetória de sucesso. “A ascensão para a terceira posição entre 65 escolas é a celebração de um processo estável de oito anos”, afirma a reportagem.

Agora, à frente da Dom Cabral, estão apenas a americana Duke Coporate Education, que manteve o primeiro posto, e a francesa HEC Paris, em segundo. No ranking geral das melhores instituições de educação executiva do mundo (uma combinação das classificações de programas abertos e customizados), a Dom Cabral subiu uma posição em relação a 2010, ficando no quinto lugar, atrás de HEC Paris, Harvard, Iese e IMD.

“É impressionante que a Fundação Dom Cabral tenha ficado entre as dez melhores em todos os critérios utilizados para compor o ranking”, acrescenta o FT. Das 33 empresas que responderam os questionários sobre os cursos customizados da Fundação, 85% disseram que certamente contratariam a escola novamente e 15% afirmara que muito provavelmente o farão.

Para os responsáveis pela elaboração do ranking, o destaque alcançado pela Fundação Dom Cabral faz parte de uma tendência geral na América Latina. Em 2000, quando as primeiras tabelas foram publicadas, apenas duas escolas de negócios latino-americanas foram listadas: a argentina IAE e a mexicana Ipade. Em 2011, este número subiu para onze, sendo quatro delas citadas tanto no ranking de programas abertos como no de cursos customizados. Atualmente, o Brasil é o país da região com maior número de escolas listadas: quatro no total.