Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer veta 100% de capital estrangeiro em aéreas brasileiras

Veto já estava previsto desde acordo fechado com senadores, em junho; parlamentares pediram mais tempo para analisar a alteração

Após acordo costurado com senadores, o presidente interino Michel Temer vetou a liberação total de capital estrangeiro para participar de companhias aéreas brasileiras. O dispositivo vetado consta em lei sancionada nesta segunda-feira por Temer que trata de modificações no setor aéreo como a reestruturação dos débitos da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) com a União.

A nova legislação provém de uma medida provisória enviada em março pela presidente afastada Dilma Rousseff, que ampliava de 20% para 49% a permissão de participação de capital estrangeiro nas empresas de aviação civil do país. Durante tramitação do texto na Câmara, o governo Temer atuou para expandir o porcentual para 100%.

Leia mais:
Governo não desistiu de ampliar presença estrangeira no setor aéreo, diz ministro

Porém, diante da resistência de senadores, que desejam estudar mais o assunto por se tratar de uma questão complexa, os governistas se comprometeram em vetar o aumento.

De acordo com o Palácio do Planalto, os demais trechos da matéria foram sancionados integralmente por Temer. Aprovada no Senado no fim de junho, a medida provisória também institui a cobrança de tarifa adicional do passageiro que fizer conexão.

(Com Agência Brasil)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Sou especialista nesse assunto com mestrado na melhor universidade da area. Fico contente com essa decisão. Muita gente que da palpite nessa area não sabe do que esta falando. Alias o Brasil e cheio de palpiteiros que não tem real conhecimento do assunto. Se os Estados Unidos limita a 25% pode estar certa que tem um bom motivo para isso.

    Curtir