Oi registra lucro de R$ 1,49 bilhão em 2013

O resultado positivo foi impulsionado pelo lucro do quarto trimestre, que foi de R$ 1,183 bilhão; valor é quase três vezes superior ao registrado em igual período de 2012

A Oi registrou um lucro líquido de 1,49 bilhão de reais, ajudado pelo resultado do último trimestre do ano passado, que ficou em 1,183 bilhão, refletindo um aumento de quase três vezes o obtido no quarto trimestre de 2012. Segundo a empresa, o forte desempenho dos últimos três meses do ano passado foi impulsionado por ganhos com a venda da empresa de cabos submarinos GlobeNet.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) totalizou 9,58 bilhões de reais. “A venda da GlobeNet resultou em ganhos de 1,497 bilhão de reais. Adicionalmente, a Oi registrou um ganho associado à reversão de contingências trabalhistas no montante de 115 milhões de reais, dos quais 74 milhões de reais foram relacionados a anos anteriores”, informou a empresa em comunicado, nesta quarta-feira.

Leia também:

Lucro da TIM cresce 3,9% em 2013 – a R$ 1,5 bilhão

Twitter encerra 2013 com prejuízo de US$ 645 milhões

Lucro do Facebook cresce 717% em um ano

Telefonia móvel – A base pré-paga de clientes da telefonia celular registrou alta de 3% no quarto trimestre contra um ano antes e de 0,8% em relação ao terceiro trimestre. Já a base de clientes nos serviços móveis pós-pagos, mais rentáveis, aumentou 3,6% ante o mesmo período de 2012 e 0,7% na comparação com o trimestre anterior. A receita líquida total do ano foi de 28,4 bilhões de dólares.

Acordo – A Oi anunciou no ano passado fusão com a Portugal Telecom, que, no início deste mês, disse estar confiante que a operação será concluída no segundo trimestre do ano, sem obstáculos de acionistas minoritários ou reguladores. Um grupo de doze bancos brasileiros e internacionais comprometeu-se a participar da operação que injetará de 6 a 8 bilhões de reais na operadora, abrindo caminho para a conclusão do processo.

Leia ainda:

Política de ‘campeãs nacionais’ tem novo fracasso com a Oi

(com agência Reuters)