Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Média de ocupação de voos atinge 80% na Copa, diz Abear

Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas, principais companhias transportaram 8,847 milhões de passageiros durante o mundial

As quatro maiores companhias aéreas do país transportaram 8,847 milhões de passageiros, em 77,2 mil voos, durante o período da Copa do Mundo. O movimento de 12 de junho a 13 de julho levou a uma média de ocupação (load factor) dos voos de 80%. As informações foram divulgadas pelo presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, em teleconferência.

De acordo com a Abear, a pontualidade dos voos com tolerância de até quinze minutos chegou a 90,1%. Se a margem de tolerância for ampliada para trinta minutos, o indicador de pontualidade chega a 92%. Os principais problemas mencionados pelo setor se limitaram a fechamento por problemas meteorológicos dos aeroportos do Rio de Janeiro, seguido por Porto Alegre e Curitiba.

Durante o mundial, a malha aérea foi ampliada em 31,2% em relação ao período regular. Ainda segundo a Abear, o tráfego entre as cidades-sede equivale a 77% do total de operações realizadas no país. A associação informou também que o setor contratou 2 mil funcionários para o evento, entre efetivos e temporários.

Leia também:

Após vitória, seleção alemã lidera ranking mundial em valor de mercado; confira a lista

Marcas celebram nas redes e tentam faturar em cima da vitória alemã

Gringos na Copa: muita paixão e pouco dinheiro no bolso

Estimativa – Sanovicz disse que a queda na movimentação de passageiros durante a Copa ficou abaixo do esperado pelas companhias, uma vez que o número de clientes estrangeiros superou as expectativas. Segundo Sanovicz, o recuo deverá ficar perto dos 8%. “A queda de 11% a 15% que o setor esperava acabou não se verificando”, disse ele. O número preciso, no entanto, só será obtido em agosto, quando a Abear compilar os dados das companhias dos meses de junho e julho.

O setor previa uma redução de até 15% no volume de passageiros, devido ao arrefecimento das viagens corporativas durante a Copa, que não seria totalmente compensado pelo volume turístico. Estimativas do governo antes do mundial apontavam que o país receberia 600 mil estrangeiros para o evento, mas balanço do Ministério do Turismo divulgado na segunda-feira registrou cerca de 1 milhão. “Esse pessoal majoritariamente viajou de avião”, afirmou Sanovicz.

Somente a TAM transportou 3 milhões de passageiros, em cerca de 20 mil voos, durante o período da Copa, informou nesta terça-feira a presidente da companhia, Claudia Sender. Segundo ela, a queda no movimento de passageiros durante o evento por conta da redução das viagens corporativas deve ficar em torno de 5%, abaixo da projeção de 10% divulgada anteriormente. “Fomos surpreendidos positivamente pelo movimento de turistas na Copa”, disse. A Gol, a Azul e a Avianca ainda não divulgaram o levantamento com a ocupação total durante o período do mundial.

Leia ainda:

Comercial da Adidas dá tom dramático ao embate da final

Após derrota, valor de mercado de Fred cai 16% e o de Neymar sobe 3%

(com Estadão Conteúdo)