Conheça o mapa mais completo da Via Láctea

Astrônomos divulgaram nesta quarta-feira o novo catálogo com 1,142 bilhão de estrelas, feito pelo telescópio Gaia

A Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) divulgou nesta quarta-feira o maior e mais preciso mapa astronômico já produzido, com 1,142 bilhão de estrelas da Via Láctea. Feito pela missão espacial Gaia, o projeto é resultado das observações de julho de 2014 a setembro de 2015.

“A publicação de hoje nos dá apenas uma primeira impressão da extraordinária quantidade de dados que nos esperam e que vão revolucionar nosso conhecimento acerca de como as estrelas estão distribuídas e se movem em nossa galáxia”, explicou o espanhol Álvaro Giménez, diretor-científico da ESA, em comunicado.

Leia também:
Astrônomos divulgam o mais completo mapa 3D do universo
Conheça as missões espaciais que marcarão 2016

Telescópio Gaia

Lançada em 19 de dezembro de 2013, a missão Gaia orbita a Terra e registra as informações do cosmos com uma série de instrumentos de ponta. O aparelho é composto por dois telescópios idênticos, um espectômetro e fotômetros que, juntos, são capazes de detectar pontos luminosos a trilhões de quilômetros de distância. Durante os cinco anos da missão, Gaia pretende mapear a posição, distância e movimento de 1 bilhão de estrelas – cerca de 1% da Via Láctea – em 3D, com um detalhamento jamais visto.

A enorme quantidade de dados reunidos durante os 14 primeiros meses da missão já permitiu elaborar o novo catálogo (confira as imagens em alta resolução no site da ESA) com 200 milhões de corpos celestes a mais do que havia sido previsto inicialmente. Esse trabalho complementa os dados reunidos há 23 anos pela Hipparcos, outra missão astronômica da ESA.

Satélite

Concepção artística da missão Gaia observando a Via Láctea (ESA/Gaia/DPAC/Divulgação)

A origem e evolução da galáxia

A partir de agora, os astrônomos poderão consultar os dados sobre os diferentes corpos celestes, incluindo anãs brancas, estrelas variáveis e 2.152 quasares, os objetos mais afastados do Universo.

“Gaia não apenas nos fornece a posição das estrelas, mas também seu movimento, e isso também nos permite compreender melhor como nossa galáxia se formou”, explicou Antonella Vallenari, do Observatório de Pádua, na Itália.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. E tem gente que pensa que estamos sozinho. A propria Biblia fala de seres voando em nuvens ( naves espaciais) . A Biblia fala de gente voando em nuvens com gente entrando e saindo das nuvens. Tem uma grande pesquisa feita por Patrick Cooke mostrando as precensa de naves espaciais na Biblia. O termo nuvens foi usado pelos escritores da Biblia porque eles nao tinham conhecimento para traduzir. Eles usaram nome de coisas que eles conheciam. A criacao do homem foi feita por engenharia genetica, a baleia de Jonas era um tipo de submarino e a estrela que aparecer quando Jesus nasceu era uma nave espacial. Jesus voltara “com” as “nuvens” , o que significa que Jesus voltara comandando uma frota de naves espaciais para dominar o planeta e trazer a paz mundial.

    Curtir

  2. Luiz Renato Fogagnolo

    É impossível acreditar que somente na Terra tenha vida inteligente, ainda mais depois de saber que nosso planeta decorre de apenas uma estrela, do total de 1,142 bilhões, da galáxia

    Curtir

  3. Airplane800, apesar de soar como uma ideia abominável ela faz muito mais sentido.

    Curtir

  4. Que número é este: 1,142 bilhão? Será que está sendo usado a vírgula como em inglês como separador de milhar ou como ponto decimal ? Seja qual for o número, entra em contradição com o número de 200 bilhões de estrelas que é afirmado mais adiante no texto como sendo a quantidade de estrelas na Via Láctea e também entra em conflito com outro número também se referindo ao número de estrelas. Ou seja, o artigo está cheio de contradições e não serve para nada.

    Curtir