Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil, convidado de honra da Cebit, a grande feira digital de Hannover

A grande feira de tecnologia digital de Hannover, a Cebit, que contará neste ano com a presença de grandes empresas da internet, será inaugurada nesta segunda-feira à noite pela chanceler Angela Merkel e pela presidente Dilma Rousseff, em um evento que tem o Brasil como convidado de honra.

Sob o slogan “Managing Trust – Confiança e segurança no mundo digital”, a feira se propõe neste ano a atrair os profissionais desejosos de evitar a perda ou a pirataria de dados e aos particulares que querem proteger sua vida privada.

“O que conta não é a concorrência, mas quantos contratos são assinados” durante esta feira, realizada de 6 a 9 de março, disse Reinhold Umminger, vice-presidente da sociedade organizadora, num momento em que o público se sente mais atraído por outros encontros, como o CES de Las Vegas (Estados Unidos), o IFA de Berlim ou o Mobile World Congress de Barcelona.

Segundo Umminger, a Cebit conseguiu “estabilizar tanto o número de visitantes quando o de opositores”, dando prioridade aos negócios. Assim, 80% do espaço da exposição é dedicado aos profissionais e o restante se divide entre uma área para tecnologias destinadas às administrações públicas e outra para a pesquisa.

O número de expositores aumentou 2% neste ano, passando a 4.200, e empresas que haviam deixado de participar estão retornando ao encontro, afirmaram os organizadores, citando o exemplo da Samsung e da Sharp.

O discurso de inauguração será pronunciado pelo presidente do conselho de administração do Google, Eric Schmidt, na noite de segunda-feira, que será acompanhado por Merkel e Dilma.

Schmidt terá assim a oportunidade de defender a rede social de seu grupo, recentemente classificada de “cidade fantasma virtual” pelo Wall Street Journal, que ressaltou que grande parte das 90 milhões de pessoas inscritas na mesma a utilizam pouco ou nada.

Entre as atrações anunciadas, encontra-se uma borracha virtual que apaga os rastros que uma pessoa deixa na internet, um sistema que consegue proteger os smartphones de intervenções externas ou um que permite avaliar a qualidade do ar.

Já Dilma visitará na terça-feira as instalações das empresas tecnológicas brasileiras que participam da feira de Hannover, retornando posteriormente a Brasília, segundo fontes oficiais brasileiras.

Na segunda-feira, Dilma, que viajará com uma comitiva de cinco ministros, falará sobre a crise europeia com Merkel. Também abordarão temas como a cúpula de desenvolvimento sustentável da ONU Rio+20, que será realizada no Brasil em junho, e assuntos de interesse bilateral, segundo uma mensagem oficial.

Dilma também conversará com Merkel sobre a participação das universidades alemãs no Ciência sem Fronteiras, um ambicioso programa de bolsas impulsionado pelo governo brasileiro com o objetivo de formar cientistas nos melhores centros universitários do mundo.