Asteroide Vesta é detalhado pela 1ª vez, pela sonda Dawn

Os astrônomos nunca haviam visto de perto a superfície de um dos corpos mais antigos do Sistema Solar. Imagens podem ajudar em futuras missões tripuladas

A sonda Dawn, da agência espacial americana, enviou à Terra as primeiras imagens do gigantesco asteroide Vesta. Elas foram tiradas apenas para referência de navegação da sonda, mas avançaram ao mostrar Vesta em detalhes nunca antes vistos.

Na última sexta-feira, Dawn se tornou a primeira espaçonave a orbitar um objeto no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter. Quando a sonda alcançou a órbita de Vesta, cerca de 16.000 quilômetros lhes separavam. O asteroide possui 530 quilômetros de diâmetro e é o segundo corpo mais massivo do cinturão de asteroides, atrás apenas do planeta anão Ceres.

Avanço – Os astrônomos já sabem da existência de Vesta há 200 anos, mas jamais tiveram tantos detalhes sobre sua superfície como agora. Com Dawn, os cientistas poderão pesquisar uma região do Sistema Solar que foi ignorada por muito tempo, afirma Christopher Russel, astrônomo da Universidade da Califórnia e pesquisador chefe da missão. “Estamos começando a estudar uma das superfícies mais antigas do Sistema Solar”, disse.

Os pesquisadores acreditam que Vesta é a fonte de vários meteoritos que caíram na Terra. O asteroide e o novo vizinho construído pela Nasa estão a 188 milhões de quilômetros da Terra. Os dados científicos da missão serão recolhidos a partir de agosto. Além de desvendar segredos da formação do Sistema Solar, as informações poderão pavimentar o caminho para futuras missões tripuladas.

Dawn vai passar um ano orbitando Vesta e depois partirá para o planeta anão Ceres – a chegada está estimada para fevereiro de 2015. A missão é gerenciada pelo laboratório de propulsão da Nasa (JPL).