Venezuela e economia brasileira nas manchetes de 02/05/17

Manobra do presidente venezuelano Nicolás Maduro, números do Caged e percepção dos brasileiros sobre a situação econômica do país são destaque nos jornais

O anúncio do presidente da Venezuela Nicolás Maduro de convocar uma Constituinte é destaque nos jornais nesta terça-feira. Para O Globo, manobra, rechaçada por juristas, é vista como tentativa de adiar eleições. No Estado de S.Paulo, dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho apontam recuperação de segmentos como a indústria no 1º trimestre, embora o número de vagas de trabalho fechadas ainda seja superior ao das abertas. Na Folha de S.Paulo, pesquisa Datafolha indica redução na porcentagem dos brasileiros que esperam piora na economia brasileira e em sua própria situação.

O Globo
Maduro convoca Constituinte, e oposição denuncia golpe
O presidente Nicolás Maduro anunciou a convocação de uma Constituinte para, entre outras coisas, reformar a Assembleia Nacional — atualmente nas mãos opositoras —, classificada por ele de “podre”. A oposição considerou a medida um golpe de Estado, acusou Maduro de tentar adiar a realização de eleições e prometeu resistir. Juristas criticaram o sistema de escolha de deputados por comunas, que disseram ser antidemocrático.

As revelações da ex-secretária de Adriana Ancelmo
Secretária por dez anos de Adriana Ancelmo, Michele Thomaz revela detalhes de como a propina era entregue a ela por Luiz Carlos Bezerra, operador do ex-governador Sérgio Cabral. Relata que pagava despesas pessoais do casal, como contas de condomínio, serviço de TV a cabo e até a folha de pagamentos de uma rede carioca de restaurantes. Testemunha de um dos processos contra Cabral e Adriana, Michele hoje diz ser perseguida. 

O Estado de S.Paulo
Exportação alavanca empregos em 13 de 25 setores da economia
Puxados pelas exportações, 13 dos 25 segmentos econômicos monitorados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho abriram vagas com carteira assinada no primeiro trimestre. Somando todos os segmentos, o resultado foi negativo – com 64,4 mil vagas fechadas –, mas melhor do que o do primeiro trimestre de 2016, em que 303,1 mil vagas foram perdidas. 

Folha de S.Paulo
Brasileiros estão menos pessimistas com a economia
Os brasileiros estão menos pessimistas em relação à sua própria situação econômica e à do país, em comparação com as expectativas de dezembro de 2016. Pesquisa Datafolha mostra queda de 10 pontos percentuais, de 41% para 31%, na porcentagem dos que esperam piora da economia brasileira. Os que esperam melhora subiram de 28% para 31%. O levantamento indica ainda redução, de 27% para 18%, na porcentagem dos que acham que sua situação pessoal vai piorar. Nunca houve, porém, tanta gente com mais vergonha que orgulho de ser brasileiro: 34%.

Valor Econômico
Cenário é favorável à retomada
Série de reportagens informa que a economia ensaia a recuperação, mas a geração de empregos vai demorar um pouco mais para ocorrer. A retomada da atividade é cíclica, oriunda da grande capacidade ociosa acumulada na maior recessão de que se tem informação no país. 

Estado de Minas
Criminosos de carteirinha
Levantamento do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública da UFMG traçou perfil das pessoas presas em Belo Horizonte e revelou que 49% dos detidos em flagrante já tinham ficha na polícia e eram acusados, principalmente, de roubo (30,8%). Além disso, mais da metade dos presos declararam ter uma ocupação.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Carlos Lopes de Oliveira

    Até quando, hein América do Sul? Até quando vamos tolerar esse Maduro?

    Curtir