TJ pune com aposentadoria desembargador que soltou traficante

O desembargador Otávio Henrique de Sousa Lima mandou soltar Welinton Xavier dos Santos apontado como um dos principais traficantes de drogas de São Paulo

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo, em sessão realizada nesta quarta-feira, por maioria de votos, aposentou compulsoriamente o desembargador Otávio Henrique de Sousa Lima, da 9ª Câmara de Direito Criminal. Sousa Lima estava afastado do cargo desde o início do Processo Administrativo Disciplinar – em 23 de setembro de 2015 – instaurado contra ele por suposto favorecimento a traficantes.

O desembargador mandou soltar Welinton Xavier dos Santos, o Capuava, apontado como um dos principais traficantes de drogas de São Paulo, que havia sido preso com 1,6 tonelada de cocaína, 898 quilos de insumos para a produção da droga, quatro fuzis e uma pistola automática – a apreensão ocorreu em um sítio em Santa Isabel, na Grande São Paulo. Ao mesmo tempo, Sousa Lima manteve na prisão outros integrantes da quadrilha de Capuava.

LEIA TAMBÉM:
Justiça anula júris que condenaram PMs por massacre do Carandiru
Tribunal condena Google a pagar R$ 30 mil por site fraudulento

Em 2015, ao votar pela abertura do Processo Administrativo Disciplinar contra o colega, o então presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador José Renato Nalini, destacou “a falta de fundamentação” na decisão de Sousa Lima em mandar soltar o traficante.

“A fundamentação é de uma pobreza franciscana. Não é possível saber por que as provas da polícia não foram levadas em conta na decisão.” O Tribunal de Justiça de São Paulo informou que a pena de aposentadoria está prevista na Lei Orgânica da Magistratura. A defesa de Sousa Lima nega envolvimento do desembargador com irregularidades.

Quando o processo disciplinar foi aberto, o advogado Marcial Herculino de Hollanda Filho, defensor do desembargador, argumentou que a decisão que soltou o traficante foi fundamentada. Hollanda Filho afirmou que o magistrado “seguiu sua consciência” nas decisões.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Coitado do Desembargador, foi punido com aposentadoria! Deveria ele ficar no lugar do traficante, aí sim seria uma punição de verdade, mas aposentadoria é MAMÃO COM AÇUCAR.

    Curtir

  2. Em qualquer pais civilizado, esse corrupto, protetor de criminoso, estaria atraz das grades. Mas aqui no Brasil ele recebe o rico premio de aposentadoria e vai continuar ganhando muito por ter protegido o submundo. Isso e a “justica” que o brasileiro de bem recebe mas nada faz para mudar o cenario.

    Curtir

  3. Alcivando Lucio

    O correto seria afastá-lo com a pensão do INSS, e não com este salário nababesco.

    Curtir

  4. Alguém duvida que uma parte do inferno é aqui? Aqui se mata,rouba,trafica,engana-se o povo e o resultado é o descaso e menosprezo ao bom senso público.! A frase de Renato Russo é atemporal e insubstituível : QUE PAÍS É ESTE?!!!

    Curtir

  5. Antonio Carlos Peludo

    Isso não é punição é um premio o certo seria cassar a aposentadoria dele ja que o traficante ja esta bancando é claro que sim

    Curtir

  6. FRANCISCO CHAGAS DA SILVA

    É só seguir o dinheiro. Deve está depositado em algum lugar próximo dele.

    Curtir

  7. Julia Rodrigues

    Eu acho que o estado tem um pacto com o PCC…

    Curtir

  8. Josimar Naressi

    Tribunal de justiça? ?? Piada não seria correto entender cartel desenbargador canalha protegido por uma quadrilha não há mais como tolerar isso, onde o povo otário que cada vez mais se vê desprovido de justiça e nas mãos de bandidos isso tem que acabar.

    Curtir