Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reintegração de posse de prédio da USP é determinada

Por Priscila Trindade

São Paulo – A Justiça de São Paulo autorizou hoje a reintegração de posse do prédio da administração central no câmpus do Butantã da Universidade de São Paulo (USP), na zona oeste da capital. O edifício foi ocupado na madrugada de quarta-feira por manifestantes contrários à presença da Polícia Militar (PM) na Cidade Universitária.

A desocupação deve ocorrer no prazo de 24 horas. Caso os alunos não atendam à determinação, a juíza Simone Gomes Rodrigues Casoretti, da 9ª Vara de Fazenda Pública, autorizou “o uso da força policial”. O pedido de reintegração de posse partiu da comissão permanente de negociação da reitoria. “Espera-se que a situação se resolva sem que sua execução seja necessária”, afirmou a comissão, em nota.

Estudantes invadiram a reitoria depois de votação em assembleia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) decidir pela desocupação do prédio da faculdade. O local foi invadido na sexta-feira, 28, quando PMs detiveram três alunos da Geografia flagrados fumando maconha no câmpus.

Cerca de 30 estudantes permaneciam ontem à tarde do lado de fora da reitoria – a maioria cobria o rosto com panos e camisas, mas já sem pedras e paus que usaram na ocupação. Uma assembleia foi marcada para as 20 horas de hoje, quando deve ser decidido se a ocupação do prédio vai continuar. A principal reivindicação dos estudantes é a saída da polícia da Cidade Universitária.