Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PSDB: Sete vereadores de São Paulo deixam a legenda

Eles não anunciaram para onde vão, mas a ligação com o prefeito Gilberto Kassab pode levá-los ao PSD

O presidente da Câmara de Vereadores de São Paulo, José Police Neto (PSDB), e mais seis vereadores tucanos anunciaram nesta segunda-feira a saída do partido. Eles dizem que a falta de espaço no diretório municipal os motivou a tomar a decisão em massa.

A crise começou com a escolha do secretário estadual de Gestão, Júlio Semeghini, para o comando da legenda na capital paulista, no dia 10. O grupo de vereadores almejava ocupar, pelo menos, a secretaria-geral, mas não foi atendida. A negociação durou uma semana e, sem acordo, resultou na debandada.

Até agora o PSDB era a legenda mais numerosa da Câmara, com 13 vereadores. Com a saída de sete deles, o PT passa a ter maioria, com onze parlamentares. O fortalecimento da oposição enfraquece ainda mais a legenda tucana, que já passa por uma crise em âmbito nacional.

Embora os vereadores – além de Neto, Gilberto Natalini, Juscelino Gadelha, Souza Santos, Ricardo Teixeira, Dalton Silvano e Adolfo Quintas – não tenham deixado claro o destino partidário de cada um, a probabilidade de que eles participem do Partido Social Democrático (PSD) ao lado do prefeito Gilberto Kassab é alta. Police Neto é amigo de longa data do prefeito e pode influenciar os demais a apostarem na nova legenda.