Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pronunciamento de Michel Temer nas manchetes de 19/05/17

Presidente negou a possibilidade de renúncia e as acusações de que teria dado aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha

O pronunciamento do presidente Michel Temer, no qual ele negou a possibilidade de renúncia, está nas manchetes dos principais jornais desta sexta-feira. Temer repudiou as acusações de Joesley e Wesley Batista, sobre  o pagamento ao ex-deputado Eduardo Cunha: ‘Não comprei o silêncio de ninguém’. Para a Folha de S.Paulo, a gravação é inconclusiva sobre a atuação do presidente.

O Globo
‘Não renunciarei’
As gravações feitas por Joesley Batista mostram que o presidente Temer ouviu, sem fazer objeções, o dono da JBS relatar como vinha tentando obstruir investigações contra ele, inclusive com aliciamento de juízes e procuradores. Temer também escutou, sem repreender o dono de empresas que já foram alvo de cinco operações da PF desde 2016, relatos sobre pagamentos ao ex-deputado Eduardo Cunha. Antes da divulgação das gravações, em pronunciamento no Planalto, o presidente afirmou: “Não renunciarei. Sei o que fiz. E sei da correção dos meus atos”.

O Estado de S.Paulo
STF manda investigar Temer; presidente diz que não renuncia
O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer com base na delação dos sócios da JBS, Joesley e Wesley Batista. Em meio à reação negativa do mercado, ameaças de debandada de ministros e diante de especulações de que deixaria o cargo, Temer veio a público e negou a possibilidade de renúncia. Ele repudiou as acusações de que teria dado aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha. “Não comprei o silêncio de ninguém.” 

Folha de S.Paulo
Temer afirma que não renuncia; áudio sobre Cunha é inconclusivo
O áudio da conversa em que, segundo a Procuradoria-Geral da República, Temer deu aval a compra do silêncio de Cunha veio a público e é inconclusivo. No trecho, Joesley diz que “zerou tudo”, referindo-se a “pendências” com Cunha. Na sequência, resume o quadro: “O que que eu mais ou menos dei conta de fazer até agora. Eu tô de bem com o Eduardo, ok?”. Nesse momento, Temer concorda: “Tem que manter isso, viu?”. Outro trecho revela, porém, que o peemedebista tomou conhecimento de plano para interferir em investigação. Ao ouvir a estratégia, Temer respondeu: “Ótimo”. O executivo disse que estava “dando conta” de dois juízes, os quais não identificou, e que conseguiu colocar um procurador “dentro da força-tarefa” da Operação Greenfield. Ao deixar de informar as autoridades sobre o fato, o presidente cometeu, em tese, o crime de prevaricação. 

No país, 2,9 mi estão em busca de emprego há mais de 2 anos
O número de brasileiros procurando emprego há mais de dois anos atingiu o recorde de 2,9 milhões de pessoas no primeiro trimestre deste ano. É o maior índice registrado desde 2012, quando o levantamento começou a ser feito pelo IBGE. 

Valor Econômico
Temer se recusa a renunciar e crise política se intensifica
A divulgação do diálogo entre Temer e Joesley Batista deixou o presidente em situação delicada. Na avaliação do governo, o áudio não é comprometedor. Ao decidir ficar, o presidente fez uma aposta de alto risco

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ezequiel Lima Feitosa Ezequiel

    Como tantos outros este pilatra só vai falar se tomar uma surra,estes tipos são queixo duro.

    Curtir