Perícia divulga quais armas foram usadas em chacina na Grande São Paulo

Policiamento na região de Osasco e Barueri foi reforçado para garantir a segurança da população

Os laudos parciais do Instituto de Criminalística (IC) confirmaram que os estojos e projéteis apreendidos em 8 dos 10 locais da chacina da última sexta-feira são de quatro diferentes armas: 380, 9mm, calibre 45 e calibre 38. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, assim que o material das duas últimas áreas for periciado, o IC poderá indicar quais armas foram usadas em mais de um local.

Desde ontem, a Corregedoria da Polícia Militar está atuando em conjunto com a força-tarefa que investiga o caso. O reforço de policiamento na região conta com 43 viaturas da Rota, do COE e da Força Tática, totalizando 83 policiais militares para garantir a segurança da população. Não foram registradas ocorrências graves desde sexta.

VEJA TAMBÉM

“Justiça”, pedem famílias durante enterro de vítimas de chacina na Grande São Paulo

Chacinas na Grande São Paulo: assassinatos correspondem a quase 50% das mortes do semestre

A série de ataques que resultou na morte de 18 pessoas na madrugada de sexta-feira nas cidades de Osasco e Barueri foi a maior chacina do ano em São Paulo. Os criminosos utilizaram dois carros, uma moto e fizeram disparos em dez locais, em um intervalo de 3 horas e 15 minutos.