Jornal da Tarde deixará de circular em novembro

'O Estado de S. Paulo' passará ao formato de multiplataforma integrada

Após 46 anos de circulação, o Jornal da Tarde (JT) terá sua última edição publicada na próxima quarta-feira, dia 31 de outubro. O Grupo Estado, dono do veículo, divulgou uma nota na tarde desta segunda-feira, na qual informa que o jornal O Estado de S. Paulo terá algumas mudanças estruturais e, com isso, o JT será fechado.

De acordo com o comunicado, O Estado de S. Paulo passará ao formato de multiplataforma integrada (papel, digital, áudio e vídeo e mobile), com o objetivo de levar maior volume de conteúdo a mais leitores, sem barreira de distância e custos de distribuição. O Jornal do Carro, suplemento de maior sucesso do JT, será incorporado ao O Estado de S. Paulo como um caderno, com edições às quartas, quintas, sábados e domingos.

Quem assina o documento é o presidente do Grupo Estado, Francisco Mesquita Neto. Ele ainda agradece a confiança e apoio de todos os que participaram da história do jornal. A nota não informa o destino dos profissionais que trabalham na redação, entre jornalistas, colunistas, publicitários, equipe de arte, integrantes das áreas comercial e administrativa.

História – A primeira edição do Jornal da Tarde foi publicada em 4 de janeiro de 1966. Desde então, ele teve circulação diária, e chegou ao auge de vendas no ano de 1990, com média de 190 000 exemplares. Quando foi lançado, o veículo representou uma renovação nos padrões editoriais conhecidos na época, e acompanhou as mudanças culturais e de comportamento que aconteciam na década de 1960.