Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Joesley e um problema: como contar as ‘traquinagens’ a Ticiana

Empresário, dono do grupo JBS, afirmou que só contaria das gravações à esposa 10 minutos antes do Jornal Nacional, da TV Globo

Em um dos trechos dos diálogos de Joesley Batista e Ricardo Saud divulgados nesta terça-feira com exclusividade por VEJA, o empresário, dono do grupo JBS, fala em tom de brincadeira com seu braço-direito na companhia da dificuldade que teria para contar à esposa, a jornalista Ticiana Villas Boas, que havia assinado delação premiada e estava por trás do esquema de corrupção investigado na Lava Jato. “Eu estou aqui pensando, a Tici, que é uma mulher inteligente… Você já imaginou quando eu tiver que contar as minhas traquinagens, tipo dez minutos antes de sair no programa Jornal Nacional, da TV Globo. Vou ter que chamar e falar ‘Amor, vão falar um negócio aí no Jornal Nacional’.

Logo após, ele volta a brincar sobre o assunto com Saud. “Amor, sabe aqueles amigos nossos?, e cai na gargalhada. Saud o interrompe, rindo também: “(Inaudível) e Ricardinho, são tudo vagabundo! Você achava que era um negócio sério?”

Joesley prossegue: “Já tenho a estratégia pronta. No dia, de manhã cedo, vou acordar e já vou dizer: ‘Quero me separar’. Vamos passar o dia em crise. ‘Eu não te mereço, não sou o homem certo’, e por aí vai. Depois que ela jurar que me ama, eu falo: ‘É que hoje a noite o William Bonner vai dar uma notícia’.”

Ricardo arremata a conversa sugerindo que Joesley finalize a explicação a Ticiana afirmando que é tudo verdade: “Hoje (quem diz é) o William Bonner, amanhã você lê a VEJA… aí ela vai perguntar se é mentira e você diz: Não é, fui eu que falei tudo.”

Os áudios dos executivos da JBS foram entregues à procuradoria-geral da República (PGR) na última quinta-feira à noite.