Depoimento de Funaro e reforma trabalhista nas manchetes do dia

Doleiro Lúcio Funaro afirma que R$ 20 milhões retirados de um fundo da Caixa foram distribuídos para campanhas eleitorais a pedido de Michel Temer

O depoimento do doleiro Lúcio Funaro à Polícia Federal (PF) e a derrota do governo na reforma trabalhista em comissão do Senado estão nas manchetes dos principais jornais desta quarta-feira. Funaro afirmou que dinheiro retirado de um fundo da Caixa foi distribuído a campanhas eleitorais a pedido do presidente Michel TemerNo Estado de S.Paulo, destaque é a vitória da oposição em Comissão no Senado sobre a reforma trabalhista. Temer, porém, diz que projeto será aprovado no plenário.

O Globo
Temer orientou divisão de verba desviada, diz Funaro
Em depoimento à PF no inquérito que investiga o presidente após a delação da JBS, o doleiro Lúcio Funaro afirmou que Temer orientou a distribuição de R$ 20 milhões desviados de um fundo da Caixa para campanhas eleitorais. Funaro afirmou também que o presidente sabia do pagamento de propina feito pela Odebrecht para obter contratos na Petrobras. Segundo a PF, todas as evidências indicam “com vigor” a prática de corrupção passiva por parte de Temer no caso da propina entregue pela JBS ao ex-deputado Rocha Loures.  

Folha de S.Paulo
Corretor acusa Temer e diz que pagou a aliados
O corretor de valores Lúcio Funaro afirmou que dinheiro foi pago por duas empresas que haviam obtido financiamentos na Caixa Econômica. Segundo ele, BRVias e LLX receberam recursos de fundo de investimento do FGTS e pagaram benefícios a duas campanhas eleitorais: a presidencial, de 2014, e a de Gabriel Chalita, de 2012. Funaro disse ainda que pagou comissão ao ministro da Secretaria-Geral, Moreira Franco, e ao ex-ministro Geddel Vieira Lima.

O Estado de S.Paulo
Revés governista eleva dúvida sobre aprovação de reformas
Numa inesperada derrota para o governo, a Comissão de Assuntos Sociais do Senado rejeitou por 10 votos a nove o parecer que pedia a aprovação do projeto da reforma trabalhista. Na Rússia, o presidente Michel Temer afirmou que a vitória é “certíssima”. Economistas que acompanham o ajuste ficaram surpresos. Há consenso de que faltou articulação do governo em relação a uma questão vital.

Rumo ao exterior
Acrise está “empurrando” mais brasileiros para o exterior. A Receita Federal registrou aumento de 80% nas saídas definitivas de 2014 a 2016, ante o triênio anterior.

Valor Econômico
STF deve manter validade do acordo de delação da JBS
O Supremo Tribunal Federal (STF) deve confirmar hoje a validade da delação de executivos da JBS e sua homologação pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava-Jato na Corte.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jorge Bezerra Torres

    Caro patrício, sim você que é jovem ou de meia idade, cheio de saúde, e o que já está descendo a ladeira, mas tem uns 1 milhão de dólares, vá ser feliz noutro país, onde a vida seja valorizada. Esqueça o feijão da mamãe.

    Curtir