Crianças que seriam treinadas pelos talibãs são resgatadas

O governo afegão informou nesta segunda-feira que a polícia resgatou 41 crianças entre 6 e 11 anos que os talibãs pretendiam enviar ao Paquistão para treiná-las para ser terroristas suicidas.

A operação ocorreu na quarta-feira na província oriental de Kunar, fronteiriça com o Paquistão, assegurou à imprensa em Cabul Sediq Sediqi, porta-voz do ministério do Interior.

Quatro talibãs que passariam pela fronteira com as crianças foram detidos, acrescentou.

As crianças, de 6 a 11 anos, estavam destinadas a sofrer uma “lavagem cerebral” e a serem “preparadas para se tornarem suicidas contra as tropas afegãs e internacionais no Afeganistão”, explicou Sadiqi em uma coletiva de imprensa.

Os familiares das crianças, para os quais foram devolvidas, foram “enganados pelos terroristas”, que prometeram enviá-las ao Paquistão para que estudassem em madrassas, escolas religiosas, acrescentou.

Os atentados suicidas, frequentemente realizados por homens muito jovens, inclusive por adolescentes, são uma arma muito utilizada pelos talibãs afegãos, assim como pelos talibãs paquistaneses em seu próprio país.