Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coronel foi cobrado por reforma da casa da filha de Temer

Documento rasgado encontrado na casa do coronel Lima é indício de que ele era responsável por pendências financeiras do presidente, diz jornal

A cópia de um e-mail encontrado pela Polícia Federal na casa do coronel João Baptista Lima Filho, amigo de longa data do presidente Michel Temer, indica que ele pode ter cuidado de despesas da reforma da casa de Maristela de Toledo Temer, filha do presidente, em um bairro de alto padrão na Zona Oeste de São Paulo, feitas entre 2014 e 2015. A informação está em reportagem publicada no jornal Folha de S.Paulo de hoje.

O coronel, que trabalhou com Temer quando ele foi secretário de Segurança Pública de São Paulo nos anos 80, entrou na mira da Operação Lava Jato a partir da delação da JBS — ele é investigado no mesmo inquérito aberto contra o presidente no Supremo Tribunal Federal (STF) por ser uma espécie de laranja do peemedebista. O executivo e delator da JBS Ricardo Saud contou aos procuradores que mandou entregar 1 milhão de reais em espécie na sede de uma das empresas do “Coronel Lima”, como ele é conhecido, na reta final da campanha de 2014. O valor era parte da soma de 15 milhões de reais acertada com o presidente.

O conteúdo do e-mail foi revelado em reportagem do jornal Folha de S. Paulo publicada nesta quinta-feira. Na mensagem, o arquiteto Luiz Visani, da Visani Engenharia, cobra da mulher do coronel, Maria Rita Fratezi, o pagamento total de 44.394 reais.” Segue a previsão de pagamentos deste mês”, diz Visani, listando em seguida três itens: “1. Mão de obra R$ 26.610,00; “2. Reembolso de material R$ 14.501,70”; “3. Complemento 5 de setembro/14 R$ 3.282,72”.

Maria Fratezi é arquiteta na empresa da qual o seu marido é proprietário, a Argeplan. O papel com a mensagem estava rasgado e foi localizado no apartamento do coronel, que foi alvo de mandado de busca e apreensão na Operação Patmos, deflagrada em 18 de maio.

Reportagem de VEJA já havia revelado no início do mês parte do conteúdo de documentos e papeis encontrados nos endereços do coronel pela PF. Um deles parecia ser um recibo também relacionado à reforma da casa de Maristela Temer. O documento foi expedido por uma marcenaria de Garça, cidade do interior de São Paulo, que forneceu à obra portas e batentes de madeira maciça. VEJA localizou o dono da empresa, Marcos Lourenço, que assina o documento. Ele diz que, embora o recibo tenha sido emitido em nome da filha do presidente, o pagamento foi feito pela empresa do coronel Lima. “Eu conheço o coronel há tempos. Foi a empresa dele que me pagou”, disse. O pagamento foi dividido em várias parcelas – a sétima, registrada no recibo, tinha o valor de 5 500 reais.

O fato de o coronel ter feito o pagamento não significa necessariamente que estivesse bancando as despesas do próprio bolso, mas é justamente isso que os investigadores da Lava Jato pretendem esclarecer.

Na época, VEJA chegou a perguntar ao presidente se ele ou sua família tinham algum tipo de relação financeira com o coronel. Temer respondeu que não e que, no máximo, recorria à ajuda dele para consertos domésticos — um cano furado, um problema na fiação elétrica — e sempre pagou pelos serviços.

Em nota enviada nesta sexta-feira, o Planalto informou que não comentará vazamentos. “As respostas serão apresentadas se os supostos fatos narrados forem incluídos pela Procuradoria Geral da República no inquérito sobre o presidente”, diz o texto.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. vai dar em nada. No final de todo esse carnaval de denuncias uns gatos pingados ficarão presos e o resto todos soltos e ainda ficarao com o q roubarão.

    Curtir

  2. Tenho um enorme desprezo pelo temer e quero que ele e sua quadrilha de meliantes saiam o quanto antes. Mas, dito isso, não tem nada de ilegal em ter alguém que administra coisas para você como aparentemente é o caso. Isso somente se tornará um caso de justiça se comprovado que o dinheiro envolvido advem de corrupção. Por enquanto estamos puramente no reino das fofocas.

    Curtir

  3. José Santos

    Enquanto a grande mídia alardeia insistentemente a reforma da residência de Maristela Temer, vai caindo no esquecimento a devastação que os petistas imprimiram ao Brasil. É o pior, ensandecidos, eles se preparam para retornar ao poder, nem que, para isso, tenham de tocar fogo no Brasil. Começaram por Brasília, para que não restassem dúvidas.

    Curtir

  4. Artur Britto

    Esse coronel tá mais para soldado raso lacaio do Temer. Função dele é limpar a bunda suja dele.

    Curtir

  5. Marco Águila

    Claro, Feliks! Só fofocas! Temer tb tem amigões do mesmo naipe do Lula, mas como não existe nenhum recibo assinado pelo Temer “Recebo o referido abaixo relativo a propina tal…” aí é só boato, né?

    Curtir

  6. Marco Águila

    E José Santos, não desvie VC o foco. Enquanto essa facção não cair, ninguém vai conseguir chegar na facção a q vc se refere… Uma coisa de cada vez.

    Curtir

  7. Marcos Santos

    E na presidência ele continua. Contra Dilma se tinha muito menos. Ê Brasil, sil, sil, sil…. não ouço o sim das panelas.

    Curtir

  8. Qual o legado que esse coronel corrupto deixara, para seus filhos, seus netos?
    Cagou na corporação.

    Curtir

  9. olimpio ivani pedrotti

    A verdade corrente é que quando existe un ladrão e cafajeste, em sua volta tem uma quadrilha de pior espécie, para lhe bajular e encobrir seus roubos, Turco ´e Turco, ladrão é ladrão

    Curtir

  10. Bruna Scalon

    Por que os “jornalistas” /imprensa năo falam hora nenhuma na reportagem que é um coronel da PM, e NĂO das FFAA (Exército)!!!? Má fé? Esquerdopatia $$??? Doutrinaçăo arraigada? Desinformaçao intencional? Ou o quê? Recalque? Se vão dar uma notícia – que pode ser interpretada erröneamente -, façam direito: não sejam ambíguos, maldosos, tendenciosos!!! Coisa feia, anti- ética e baixa!!!

    Curtir