Cesar Maia garante apoio a Aécio, mas rejeita Pezão

Ex-prefeito assegura que manterá sua candidatura ao governo do Rio. "Como explicar, depois de oito anos fazendo oposição, uma aliança com o PMDB? É uma vergonha", diz

O vereador e ex-prefeito Cesar Maia, pré-candidato do DEM ao governo do Rio, afirmou nesta quarta-feira que não atenderá ao pedido do PSDB para que abra mão da candidatura e passe a apoiar a reeleição do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Maia terá um encontro ainda esta semana com o pré-candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves, o presidente nacional do DEM, senador Agripino Maia (RN), e o prefeito de Salvador, Antonio Carlos Magalhães Neto. A desistência de Maia é parte da estratégia do Aezão – movimento de apoio às candidaturas de Aécio e de Pezão.

Acompanhe as eleções no Rio no tema Eleições Rio 2014

Segundo o ex-prefeito, no encontro serão discutidos alguns pontos pendentes em coligações estaduais. O DEM está aliado a Aécio no plano nacional, mas no Rio a aliança não está garantida, já que parte dos tucanos defende o Aezão. “Nós não vamos apoiar o PMDB em hipótese alguma. Como explicar, depois de oito anos fazendo oposição, uma aliança com o PMDB? É uma vergonha completa”, afirmou Maia.

O pré-candidato do DEM disse que não haverá ressentimento caso Aécio opte pela aliança com o Pezão e que o DEM fará campanha para o tucano presidente da mesma forma. Questionado sobre a chapa Aezão, o ex-prefeito disse que ela interessa mais à dissidência do PMDB que rompeu o apoio a Dilma Rousseff para eleger Pezão. “Aécio tem experiência, tradição e juventude à vontade. Não me cabe avaliar com que elementos ele chegou à conclusão que (a chapa Aezão) é positiva. Aécio não é prioridade (para o PMDB). O objetivo deles é eleger o Pezão”, disse o ex-prefeito.

Maia esteve hoje pela manhã no velório do ex-governador e ex-prefeito Marcello Alencar, que morreu na madrugada de terça-feira, aos 88 anos, de falência múltipla dos órgãos. O prefeito Eduardo Paes e Pezão também foram ao velório, realizado no Palácio da Cidade.

Leia também:

Aezão: Falta combinar com Cesar Maia

(Com Estadão Conteúdo)